A provável entrada da XP Investimentos no mercado das criptomoedas, com a abertura de sua própria corretora de Bitcoin, possivelmente abrirá uma oportunidade para arbitragem internacional de Bitcoin.

Aprenda passo a passo como fazer uma arbitragem internacional de Bitcoin, de forma legal, e o que é o dólar Bitcoin.

Possível Entrada da XP no Mercado

Como noticiado pelo Portal do Bitcoin  no mês passado, é provável que a XP Investimentos abra em breve uma corretora de Bitcoin com o nome de XDEX INTERMEDIACAO LTDA.

A XP Investimentos é a maior corretora de investimentos do Brasil, conta com mais de 500 mil clientes ativos, mais de R$ 120 bilhões sob custódia e mais de 15 anos no mercado.

A entrada de uma corretora do porte da XP irá afetar, pelo menos temporariamente, a demanda por Bitcoin no país. Nesse momento, quem estiver com Dólares (USD) ou Euros (EUR) em uma corretora de grande porte no exterior poderá aproveitar ágios superiores de 15%, como ocorrido no passado.

Ao fazer uma Arbitragem Internacional você não apenas vende Bitcoins com ganhos razoáveis, como também não se expõe à volatilidade e ao risco associado ao Bitcoin. Mas como comprar Bitcoin no exterior e fazer a arbitragem? Você precisa de uma corretora internacional e de uma conta bancária no exterior.

Escolhendo uma Corretora (Exchange) internacional

Primeiramente é necessário abrir uma conta em uma corretora internacional. Acessando o site Coinmarketcap podemos encontrar as maiores corretoras do mundo por volume. Dessas, muitas são apenas cripto x cripto (como a Binance e Bittrex) e não servem ao nosso propósito. Precisamos de uma corretora com pares USD/BTC ou EUR/BTC.

Após uma pesquisa, acredito que as melhores corretoras para brasileiros são a Kraken, a Bitstamp e a Bitfinex, mas qualquer com preço do Bitcoin próximo ao do coinmarketcap serve.

Todas essas corretoras exigem uma conta verificada para iniciar as operações. Uma conta é considerada verificada quando você enviou seus documentos básicos, como carteira de motorista ou passaporte e comprovante de residência. Documentos brasileiros podem ser enviados sem problemas.

Sugiro que você não demore para iniciar a verificação em uma corretora, pois a verificação pode demorar de uma semana a até 3 meses, dependendo da demanda.

Abrindo uma conta em um Banco no Exterior

Todas as corretoras de Bitcoin mencionadas acima exigem que a transferência bancária seja proveniente de uma conta do mesmo titular. Assim sendo, você precisa de uma conta em um banco no exterior.

Se você já tem uma conta em um banco no exterior envie seu dinheiro pelo Remessa Online, que é o melhor e mais barato serviço desse tipo no Brasil.

Caso você não tenha uma conta no exterior vai precisar abrir uma. Uma forma rápida e segura é pelo Banco do Brasil Américas (BBA). O processo de abertura é simples, pela internet. As taxas de transferências BB-BBA estão entre as mais baratas do mercado.

Também é possível também abrir conta no banco da fintech inglesa Leupay com certa facilidade. Qualquer outro banco no exterior serve. E existem muitas outras opções.

Acompanhando o Ágio C e Dólar Bitcoin

Com a sua conta verificada em uma corretora e com os dólares em um banco no exterior, você já pode começar a arbitrar.

Uma excelente ferramenta que irá auxiliar na arbitragem internacional é o site bitValor. O bitValor disponibiliza, em tempo real, o valor médio do Bitcoin negociado no Brasil (BRXBT) em diversas corretoras. Ele mostra também alguns indicadores interessantes, como o ágio do Dólar Comercial (ágio C) e o Dólar Bitcoin (USD BRXBT), conforme a figura abaixo:

Ferramenta para Arbitragem Internacional. BRXBT (Bitcoin no Brasil), Ágio C (Ágio do Dólar Comercial) e USD BRXBT (Dólar Bitcoin).
Indicadores mais relevantes: BRXBT (Bitcoin no Brasil), Ágio C (Ágio do Dólar Comercial) e USD BRXBT (Dólar Bitcoin). Site bitValor.com

O valor do BRXBT dividido pelo valor do Bitcoin no exterior (BTC/USD) é o Dólar Bitcoin (USD BRXBT). Ou seja, usando os dados da figura acima: 34309,18/9364,79=3,66. Ou seja, o preço do dólar bitcoin é 3,66. Ágio C significa a diferença percentual entre o valor do dólar comercial (R$ 3,56 na figura) e o valor do dólar Bitcoin (3,66). Essa diferença, no momento da captura de tela, era de 3,04%.

O que é importante para quem vai fazer arbitragem é acompanhar o Ágio C. Se a diferença estiver superior a 10%, já é possível arbitrar e receber algum trocado. Contudo, no momento atual o Ágio C está muito baixo (3%) e não é possível ter lucros nessa operação.

A Arbitragem Internacional de Bitcoin passo a passo.

A arbitragem funciona assim, passo a passo:

  • Primeiramente, envie da sua conta-corrente para sua conta bancária no exterior. Para ilustrar, vamos supor o envio de mil dólares, ou seja, aproximadamente R$ 3.650,00, com as taxas.
  • Em seguida, envie os dólares para a sua Exchange por meio de um SWIFT.
  • Compre mil dólares de Bitcoin ao valor de 9364 USD, em torno de 0.106 BTC.
  • Em seguida, envie os Bitcoins da Exchange internacional para sua corretora no Brasil.
  • Revenda esses 0.106 BTC pelo valor negociado no Brasil. Atualmente está em torno de R$ 3.630,00.
  • Finalmente, saque o dinheiro da correta para sua conta-corrente no Brasil, completando o ciclo.

Em conclusão, o momento não está favorável para arbitragem internacional, já que a operação não deu nenhum lucro.

Ocorreram momentos de ágio superior a 15% em janeiro desse ano e eventualmente teremos novamente momentos assim. De acordo com os dados do exemplo acima, em uma situação de Ágio C de 15%, o BTC poderia ter sido revendido aqui no Brasil por aproximadamente R$ 4000,00.

Fique atento aos impostos devidos em cada operação. Vendas no valor de até R$ 35.000,00 mensais são isentas, segundo a legislação atual.