Bitcoin: Investimento, Moeda ou Justiça Social?

Quero falar para leigos. Para especialistas, já temos muitas pessoas falando sobre BitcoinNão vou me aprofundar na tecnologia e sim na funcionalidade da coisa, no para que serve, por que foi inventado. Qual o problema que veio resolver. De qualquer forma, vou começar gerando uma polêmica com os oportunistas do mercadoBITCOIN É UMA MOEDA E NÃO UM INVESTIMENTO.

Sei que hoje em dia é utilizada para este fim, pois temos vários indicativos para a sua valorização – Falarei mais sobre isso em um outro texto, mas já peço de antemão aos “Holders”– vamos tirar os Bitcoins “debaixo dos colchões” e fazer circular como dinheiro, e não guardar como uma ação da bolsa de valores. O Bitcoin é uma rede, uma moeda, uma tecnologia. Uma moeda sem fronteiras, sem regulamentações de Governos ou Bancos Centrais.

Uma moeda que NINGÉM PODE PARAR. Apesar de ser finita, suas transações são infinitas e ela não se deprecia pelo seu uso. Não perde cor, não perde pedaço. Uma moeda, até hoje, impossível de ser hackeada e imortal! O Bitcoin é uma questão de JUSTIÇA SOCIAL e entenda que existe uma diferença entre IGUALDADE e Justiça Social.

Igualdade de oportunidades e justiça social

Alguns pontos importantes para compreender o Bitcoin e, principalmente, por quê você deve fazer parte dessa REVOLUÇÃO, ajudando a disseminar essa ideia:

----- Publicidade ------ 
BitcoinTrade
-----
  • REMESSAS INTERNACIONAIS – Mas isso é evasão de divisas. Quem disse? Em que regulamentação? Do Governo? Do Banco Central? Satoshi não escreveu nada disso no código…HAHAHA O Bitcoin foi criado para ser DESCENTRALIZADO. Isso mesmo que você entendeu! Não pertence a ninguém, não é controlado por nenhum Governo ou Banco Central, e ninguém pode ser banido por ele existir. Vou explicar e dar o exemplo do por quê. Só do Bitcoin possibilitar as remessas internacionais ele já nasceu com um propósito: os imigrantes de países subdesenvolvidos e que, na maioria, vivem abaixo da linha da pobreza, enviam dinheiro paraas suas terras natais e grande parte desse dinheiro vai para os seguintes destinos: México, India, Filipinas, Indonésia e China. Em alguns desses lugares, representam mais de 40% DA ECONOMIA LOCAL. Sentadas sobre esses 500 bilhões por ano, estão empresas como a Wester union, que tomam em média cerca de 9 % de cada uma dessas transações das pessoas MAIS POBRES DO MUNDO! COM O BITCOIN, ESSAS TRANSAÇÕES PODERIAM CUSTAR CENTAVOS.
  • Sua divisibilidade – o bitcoin pode ser dividido em 100 milhões de partes menores chamadas “satoshis” (nome em homenagem ao seu criador, Satoshi Nakamoto). E, é perfeito para minipagamentos.
  • A Moeda – O Bitcoin é uma moeda. Uma moeda que lançou uma das tecnologias mais disruptivas do Mundo, após a invenção da internet, chamada Blockchain.
  • O Bitcoin, sendo uma moeda sem nacionalidade que transita livremente pelo mundo, veio para ser uma alternativa e, quem sabe até, uma solução para o sistema financeiro que conhecemos hoje. É possível transferir Bitcoins de uma carteira para outra sem passar por um intermediário. Aliás, foi para isso que o Bitcoin foi criado, para acabar com os intermediários. Mais que isso, para acabar com o monopólio dos bancos e de todo esse sistema financeiro arcaico e desenvolvido para beneficiar poucos. É muito comum vermos pessoas do mercado cripto com a seguinte estampa na camisa ” FUCK THE BANKS”.
Os governos tentando banir o Bitcoin.
  • PARA FINALIZAR, Essas foram as palavras de Christine Lagarde, diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), sobre o que está acontecendo no Mercado financeiro, principalmente com os Bancos.

“A diferença será entre aqueles que serão canibalizados porque não estão vendo tudo que está acontecendo, e não estão adotando a inovação, e aqueles que se auto induzem a essa canibalização”, disse ela.

Fique à vontade para me escrever: [email protected] ou me adicionar em outras redes sociais (FacebookTwitterInstagram…)

XDEX: Negocie bitcoin com TAXA ZERO. Aproveite também para negociar outras 6 criptomoedas com as menores taxas do mercado. Abra sua conta, é grátis! 

Quer saber mais sobre Bitcoin, criptomoedas e Blockchain? Nós podemos te ajudar, siga no: Google News, Facebook, Twitter, Feedly, Flipboard, Telegram, Whatsapp, Instagram, ou receba por e-mail.