Electrify Asia Parceria com Narada
A Electrify anunciou dia 01 de junho que iniciará uma parceria com a gigante chinesa Narada. A Narada é a segunda maior empresa do mundo no mercado de armazenamento de energia elétrica e baterias. De acordo com a Bloomberg a Narada fechou o ano de 2017 com uma receita total de US$1,376 bilhão (8,637 bilhões de yuanes).
PowerPod da Electrify utiliza tecnologia IoT.

O foco da parceria é o dispositivo IoT (Internet-of-Things) da Electrify chamado PowerPod. O dispositivo será instalado nas plataformas de armazenamento de energia da Narada.

A tecnologia do PowerPod irá permitir que a Narada, através do IoT, monitore com precisão o movimento e o preço da energia no mercado.

 

Sobre a Electrify

A Electrify foi fundada no começo de 2017 por dois executivos do mercado de energia de Singapura. Electrify é um mercado de comercialização de energia elétrica focado principal o sudeste asiático, devido à maior liberdade econômica desse mercado na região.
A Electrify, por atuar em um mercado de energia bastante liberal, comercializa energia de forma diferente da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) brasileira, a qual atua em um mercado extremamente regulado, conforme ilustrado na figura abaixo.
A Electrify conta com um volume de negociações superior a U$ 10 milhões nos últimos 12 meses, comercializando mais de 60GWh de energia.

Synergy, PowerPod (IoT) e eWallet

A Electrify e todo o seu modelo de negócio está se transformando para utilizar a plataforma Ethereum.
A fim de permitir que todas as negociações sejam regidas por smartcontracts em uma plataforma p2p, a Electrify desenvolveu a plataforma Synergy que utilizará a token ELEC (Electrify.Asia) para negociação. A Synergy irá permitir a negociação direta entre os consumidores e geradores, eliminando intermediários, reduzindo assim os custos da energia.
Com o intuito de acompanhar e auditar de forma precisa a geração de energia em pequena escala, a Electrify desenvolveu um dispositivo IoT chamado PowerPod, o qual registrará a energia produzida no blockchain. O PowerPod irá permitir as transações na plataforma Synergy por meio de smartcontracts.
Por fim, cada consumidor e gerador terá sua eWallet, que permitirá maior segurança e transparência nas negociações.

 

Perspectivas

Electrify Asia tem contado com enorme apoio da comunidade Ethereum, conquistando significativas parcerias, além da Narada. Entre os membros da equipe de conselheiros Electrify, dois nomes merecem destaque:
  • o fundador e CEO da Omise Jun Hasegawa.
    Omise é uma fintech Tailandesa que atua em grande parte do Sudeste Asiático, sendo a OmiseGO seu braço no blockchain. Está entre as 25 maiores criptomoedas em valor de mercado pelo coinmarketcap. OmiseGO está envolvida com o desenvolvimento do Ethereum Plasma. Entre os conselheiros da OmiseGO, destaque para Vitalik Buterin, o fundador do Ethereum.
    Dessa forma, Electrify encontra-se bem relacionada na comunidade Ethereum.
  • o fundador e CEO da TEPCO Jeffrey Char.
    TEPCO (Tokyo Electric Power Company) é a maior empresa distribuidora de energia elétrica do Japão. Atua em Tóquio e seus arredores. A parceria entre Electrify e TEPCO abre caminho para a entrada da Electrify no mercado japonês de energia.

Existem ainda outras importantes parcerias, como a Solar Energy Research Institute of Singapore (SERIS).

Dessa maneira, Electrify caminha a largos passos em direção ao desenvolvimento de um novo modelo de negócio, aliando o blockchain e um setor elétrico descentralizado.

A token ELEC (Electrify.Asia) está sendo negociada hoje no mesmo valor da ICO (U$ 0.08), realizada no final de fevereiro. Apesar de não ter tido ganhos em relação ao dólar, a token apresentou valorização de cerca de 50% em relação ao Ethereum. O valor total de mercado da ELEC está em faixa de 30 milhões de dólares.