83% da Geração Z está Interessada em criptomoedas segundo a KPMG

Siga no

Uma pesquisa recente realizada pela KPMG descobriu que a Geração Y e a Geração Z estão se tornando cada vez mais abertos ao uso de criptomoedas, devido aos muitos benefícios oferecidos por tokens baseados em blockchain.

Resultados interessantes do estudo da KPMG

O estudo sugeriu que “a tokenização está dando início a próxima geração de comércio”, pois ajuda as empresas a aproveitar a tecnologia blockchain para “dispor valor criando novos ativos ou reimaginando os tradicionais” com mais transparência e segurança.

Em uma sessão de perguntas e respostas, o chefe do setor de blockchain da KPMG nos EUA, Arun Ghosh, disse que embora nem todos os consumidores estejam familiarizados com a ideia de tokenização, a taxa de familiaridade está aumentando continuamente. De acordo com ele, “apenas um terço dos consumidores está muito familiarizado com a definição moderna de tokens baseados em blockchain”, mas até 63% dos indivíduos pesquisados acreditam que os tokens servem como um método de pagamento fácil.

O relatório da KPMG também observou que nenhum outro grupo demográfico nos Estados Unidos é mais aberto a criptomoedas que a Geração Z, pois os resultados revelaram que 83% dos americanos entre 18 e 24 anos estão interessados no futuro das criptomoedas. A Geração Y não fica de fora, pois 71% dos consumidores entre 25 e 34 anos também mostraram interesse no futuro dos tokens, e mais da metade dos consumidores americanos com 65 anos ou mais também estão interessados no futuro dos tokens digitais.

Facilidade de uso está cada vez mais importante

Com um número crescente de empresas adotando a tecnologia blockchain, a tokenização está remodelando a troca de valor entre consumidores e empresas por meio de transações transparentes e mais rápidas. As empresas também podem tokenizar programas de fidelidade para aumentar o envolvimento e a experiência dos clientes. A pesquisa mostrou que cerca de 55% dos consumidores nos EUA acreditam que “os tokens permitirão que eles façam melhor uso dos pontos de fidelidade”.

O estudo também sugeriu que 79% dos consumidores estão dispostos a usar tokens digitais se forem fáceis de usar, o que indica que as empresas com tokens simples podem obter mais resultados do que aquelas com uma pior experiência de usuário.

Em outra pesquisa interessante que envolveu mais de 5.000 americanos, apenas 6,2% dos entrevistados relataram ter comprado Bitcoin, enquanto mais de 21% afirmaram nunca ter ouvido falar dele. 7,3% dos participantes disseram que estavam planejando comprar, mas não possuíam nenhum no momento da pesquisa.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
sabotag3x
Top 100 poster @ bitcointalk, altcoin maximalist, interessado em mineração, trading, detalhes técnicos e econômicos. Do zero ao milhão em 6 meses com a Iconic Services. Nunca comprei 1 bitcoin, nem mesmo 1 satoshi, e não pretendo comprar.
Idoso segurando Bitcoins aposentadoria

Empresa passa a oferecer aposentadoria com Bitcoin

Uma parceria entre três empresas do mercado de criptomoedas possibilitou a criação de um produto de aposentadoria com Bitcoin. Os planos de aposentadoria, normalmente chamados...

Líder de pirâmide com Bitcoin é solto e volta a aplicar golpes prometendo lucros

Mesmo depois de ter sido preso e indiciado pela Polícia Civil, o dono da pirâmide financeira "Medina Bank", Izaltino Medina Filho, de 60 anos,...

Modelo do Instagram vende seu “amor” em forma de criptomoeda

O mercado dos tokens não-fungíveis (NFTS) realmente se tornou uma grande moda nos últimos meses, sendo uma forma que muitos escolheram para vender peças...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias