Queda das Criptomoedas: Altcoins em baixa enquanto o Bitcoin resiste

"O Bitcoin impulsiona o mercado. Se o bitcoin não está indo bem, então as altcoins não se saem bem"

-

Siga no
Anúncio

A principal criptomoeda do mercado, Bitcoin, está sendo negociada por US $ 6.300. Este é um bom sinal de que o ativo digital está com um bom suporte. As más notícias? O resto do mercado de criptomoedas está em queda.

As Altcoins continuam a sofrer quedas de preços e, como resultado, vários investidores aparentemente estão vendendo seus saldos de altcoin e estão usando os fundos para comprar Bitcoin.

Atualmente a captalização de mercado das criptomoedas soma um valor “decepcionante” de US $ 186 bilhões, o menor em meses.

Anúncio

Os números baixos não são vistos desde novembro de 2017 – quase um ano atrás. Além disso, o mercado de criptomoedas está longe de capitalizar o valor mais alto todos os tempos em janeiro de 2018, que foi de US $ 830 bilhões.

Certamente o Bitcoin continua a ser a “escolha segura” para muitos investidores em criptomoedas. Os analistas estão observando. Charles Hayter – co-fundador e CEO da plataforma de dados Crypto Compare – Disse:

“Parece haver movimento para O bitcoin como um refúgio seguro no mercado”.

Marouane Garcon – diretor da plataforma Amulet – também afirmou que muitos investidores simplesmente perderam a fé no espaço de altcoins:

“O Bitcoin impulsiona o mercado. Se o bitcoin não está indo bem, então as altcoinss não se saem bem também. Se o bitcoin está indo bem, então todo mundo joga suas altcoins no Bitcoin. O sentimento é que algumas dessas altcoins não vão se recuperar depois desse mercado, enquanto todos acreditam que o bitcoin voltará à glória, então é um porto seguro no sentido de que os traders normalmente acreditam que o bitcoin pode salvar seus portifólios.

A queda acentuada do Bitcoin na semana passada foi pequena em comparação com algumas das principais altcoins e tokens, que perderam mais de 20-30%.

O Ethereum, por exemplo, caiu mais de 32% na semana passada e está registrando novas mínimas para o ano. Como resultado, a participação do bitcoin no mercado global de criptomoedas continua a crescer.

A taxa de dominância do bitcoin, um indicador fornecido pelo CoinMarketCap que acompanha a porcentagem do total de capitalização de mercado de criptomoedas mantido no BTC, atingiu 56,3% na terça-feira.

Esse é o nível mais alto desde dezembro. Talvez mais surpreendente seja o fato de que a taxa de dominância do bitcoin aumentou 25 pontos percentuais desde fevereiro e cerca de 20 pontos percentuais desde o início de maio.

No mesmo período, a participação do mercado total na Ethereum, Litecoin, Bitcoin Cash e XRP diminuiu. Atualmente, cerca de 18% do valor de mercado é mantido em altcoins fora das dez principais.

A coindesk comentou que o bitcoin está seguindo exatamente o mesmo padrão que sofreu em setembro de 2015. Após um ano chocante de preços sombrios e quedas repetidas, o bitcoin começou a ganhar força no final de 2015, e atingiu novos patamares em novembro daquele ano.

Mais de US $ 300. Antes, o bitcoin estava sendo negociado por mais de US $ 1.000 cerca de 12 meses antes.

O bitcoin alcançou o recorde de quase US $ 20.000 em dezembro de 2017, depois passou a recuar em 2018.

Agora que estamos nos aproximando dos meses finais do ano, é possível que o bitcoin incorra em outra alta maciça, como aconteceu em 2015-2016. Depois de um ano inteiro de loucura e descendência em 2015, o bitcoin começou a crescer como um louco, atingindo preços de US $ 600, US $ 700 e US $ 1.000 antes do fim do ano.

Preço Histórico Bitcoin 2009 2017
Preço Histórico Bitcoin 2009 2017

Dadas as semelhanças até agora, é seguro assumir que 2019 será igual ao ano de 2016? Nós vamos ter que esperar e ver.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, aprendiz e entusiasta de criptomoedas e blockchain. Sugestão de pauta: [email protected]
Bitcoin em corretoras de criptomoedas

Indicador mostra oportunidade no Bitcoin pela primeira vez desde março

Desde que os impactos do novo coronavírus assolaram os mercados financeiros em março, investidores adotaram uma postura de cautela. Mas um indicador do Bitcoin que...

Fastcash diz que juiz se baseou em “estratégia criminosa” para reconhecer relação entre fintech...

No início desta semana, o juiz Claudio Teixeira Villar, da 2ª Vara Civil de Santos, informou em decisão judicial que a fintech Fastcash e...
Bitcoin e Bandeira do Brasil - Brasileiros e criptomoedas (criptomoeda pública)

Ex-presidente do Banco Central sobre bitcoin: “Acho que isso não vai a lugar nenhum”

Considerado um dos economistas mais influentes do Brasil, Armínio Fraga participou de um evento na tarde da última quarta-feira (16). Durante o evento, o...

Últimas notícias

Indicador mostra oportunidade no Bitcoin pela primeira vez desde março

Desde que os impactos do novo coronavírus assolaram os mercados financeiros em março, investidores adotaram uma postura de cautela. Mas um indicador do Bitcoin que...

Fastcash diz que juiz se baseou em “estratégia criminosa” para reconhecer relação entre fintech e Atlas

No início desta semana, o juiz Claudio Teixeira Villar, da 2ª Vara Civil de Santos, informou em decisão judicial que a fintech Fastcash e...

Ex-presidente do Banco Central sobre bitcoin: “Acho que isso não vai a lugar nenhum”

Considerado um dos economistas mais influentes do Brasil, Armínio Fraga participou de um evento na tarde da última quarta-feira (16). Durante o evento, o...