Após meses de despejo, baleias de bitcoin voltam a acumular

Caso as Baleias representem o sentimento do criptomercado atual, pode ser que os fundamentais do Bitcoin estejam apontando para o começo de uma recuperação.

Com o final do ano chegando, muitos ainda estão de olho nas possíveis movimentações do criptomercado e principalmente em uma possível recuperação do Bitcoin.

Em meio a várias notícias negativas, como o colapso da FTX, talvez seja interessante observar alguns fundamentais, como o acumulo de moedas por baleias, que geralmente é uma chave determinante para o sentimento do mercado e para tendências.

Recentemente o Bitcoin estava brigando para sair da casa dos US$ 17 mil e teve uma recuperação relativamente boa nesse meio de semana. Analistas acreditam que o mercado do Bitcoin conseguiu segurar o preço com relativa força, mesmo com uma visão extremamente negativa por parte do Banco Central dos EUA.

O preço do bitcoin alcançou e se manteve acima dos US$ 18 mil após o lançamento do índice de Preço para Consumidores (CPI, na sigla original). Para esses analistas, isso pode ser o sinal de uma consolidação de reversão de tendência e um possível sinal de o fundo pode ter sido atingido.

Com isso, os analistas que estudam os dados da Santiment, um provedor de dados on-chain, sugerem que os fundamentos do Bitcoin parecem extremamente fortes, principalmente devido à movimentação das baleias.

Atividade das baleias de Bitcoin indicam que tendência de queda pode estar revertendo

Os dados apresentados pela Santiment sugerem que os investidores considerados baleias (com grandes quantidades de bitcoins em suas carteiras) reduziram seus despejos em relação aos últimos 14 meses, quando estavam vendendo mais e, consequentemente, diminuindo o valor do ativo.

“Podemos estar vendo uma reviravolta agora. Não necessariamente com os preços ainda… mas pelo menos com as baleias finalmente acumulando ao invés de despejar suas moedas.”

O relatório também destaca que é possível ver um aumento repentino na acumulação de diferentes ativos. O mais curioso é que essa acumulação acontece justamente em meio ao caos causado pelo colapso da FTX, algo que marcou o mercado pelas notícias negativas e o medo de uma crise ainda maior.

O gráfico compartilhado pela companhia mostra também que comportamento dos hodlers é similar não apenas com o BTC, mas também com o USDT, USDC, BUSD e DAI, ou seja, todas Stablecoins.

Gráficos com a tendência de acumulação das grandes carteiras em diferentes ecossistemas. Fonte: Santiment.

Os dados revelam que os endereços com grandes quantias compraram US$ 726 milhões em bitcoin nos últimos nove dias. Além disso, a rede ganhou 159 novos endereços contendo entre 100 e 10.000.

Isso nos coloca no atual número de 15.848 endereços que atualmente possuem entre 100 e 10.000 bitcoins, e cerca de 43,46 milhões de endereços de bitcoin menores. Os endereços de baleias representam 0,0364% do total de endereços.

Caso as Baleias representem o sentimento do criptomercado atual, pode ser que os fundamentais do Bitcoin estejam apontando para o começo de uma recuperação.

💰 $100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias