Um artista francês escondeu mil dólares (R$ 3.734,40) em bitcoin em um grafite de rua em algum lugar de Paris. O artista conhecido como Pascalboy ou Pboy, disse que o grafite está “em um lugar secreto de Paris, mas não é difícil de encontrar”.

O próprio artista havia deixado 0,26 bitcoins (US $ 1.000) no grafite, mas outra pessoa aparentemente enviou para o endereço 0,025 btc (US $ 150). O próprio artista disse que isso só era possível através de doações para o endereço .

A arte é chamada de “La Liberté guidant le peuple 2019” (inspirada na pintura de Delacroix) e mostra Lady Liberty liderando um grupo de manifestantes em confrontos, enquanto ela segura a bandeira francesa no ar.

Escondido dentro do grafite está a chave privada do prêmio, mas nem todos podem participar: Boyart disse aos seus seguidores no Twitter que eles precisaria estar fisicamente em Paris e na verdade em frente ao grafite para participar da caçada.

La Liberté guidant le peuple 2019. Clique na Imagem para ampliar

O local, que não havia sido divulgado anteriormente, foi descoberto pelo usuário do Twitter @TZTaughtMe, que afirmou ser a primeira pessoa no local.

A caçada começou oficialmente há cerca de 24 horas, quando Boyart twittou e postou sua obra no Reddit. Nos comentários ao seu post oficial, ele revelou que pessoas que não podem estar fisicamente no local poderiam resolver apenas uma parte do quebra-cabeça pelo computador.

----- Publicidade ------ 
BitcoinTrade
-----

Inspiração do Grafite

“O cultivo da liberdade não deve ser reprimido”. Uma dica, de onde a chave privada poderia estar escondida. A arte representa uma revolta. “Macron, presidente da França, está se recuperando de uma revolta dos ‘coletes amarelos’.” Assim diz a Reuters na cobertura dos eventos em toda a França, onde pelo menos 50 mil foram às ruas. E acrescenta:

“No sábado, os manifestantes anti-governo usaram uma empilhadeira para forçar a entrada em um complexo ministerial, incendiaram carros perto dos Champs-Elysées e lutaram com policiais.”

Benjamin Griveaux, um porta-voz do governo, havia dito anteriormente que os ‘coletes amarelos’ querem derrubar o governo. “Vinte e quatro horas depois, ele estava fugindo de seu escritório pela porta dos fundos quando os manifestantes invadiram o pátio e destruíram vários carros”, disse a Reuters.

Macron prometeu um debate nacional “sobre questões ecológicas, fiscais e institucionais.” Ainda não há detalhes sobre como esse debate será realizado.

Dizem que eles usam colete amarelo porque na França todos os carros devem ter um, mas o colete amarelo é também um símbolo dos trabalhadores, da polícia e de outros serviços de emergência em circunstâncias normais e efetivamente de todas as pessoas comuns.

O que exatamente eles querem não está muito claro. Ninguém se preocupou em compilar uma lista de queixas, algo que pode acontecer durante o debate nacional.

Um tema abrangente, no entanto, é esse senso de favoritismo em relação aos ricos à custa de todos os outros. Como as pessoas comuns não têm um método real de participar do processo de criação de leis, elas aparentemente se levantaram para exigir um assento no parlamento.

Como a democracia direta na França, por meio da qual os cidadãos comuns podem propor leis e ter votos vinculantes sobre elas. Em conjunto ou alternativamente, alguns deles pedem uma seleção aleatória de 500 pessoas comuns para compor o parlamento por um período rotativo de 4 anos de serviço no parlamento do povo.

Isso pode fornecer um melhor controle e equilíbrio para a casa eleita à luz das eleições que agora se tornam um jogo para os ricos, pois os fundos necessários para concorrer a um assento são altos demais e são fornecidos principalmente pelos ricos.

Não está claro se a elite francesa está disposta a fornecer tal concessão. O movimento de coletes amarelos, no entanto, agora se tornou uma ideologia.

Os cidadãos e a elite de outros países ocidentais provavelmente estão observando de perto. No entanto, ambos provavelmente querem que esse movimento permaneça dentro da França para ver como ele funciona e porque, se espalhar, poderá ficar fora de controle.

Uma lista de queixas talvez deva ser elaborada. Um referendo vinculativo sobre o parlamento do povo talvez devesse ser tido.

Isso pode fornecer a primeira reforma pacífica em um século ou mais, e pode fazê-lo de maneira gradual e incremental, mantendo assim nossas liberdades e prosperidades, enquanto tratamos de questões complexas de representação real no processo de elaboração de leis.

Com informações da Trustenodes, cryptonews e Reuters

XDEX: Negocie bitcoin com TAXA ZERO. Aproveite também para negociar outras 6 criptomoedas com as menores taxas do mercado. Abra sua conta, é grátis!