Banco Central da Suécia pede proibição da mineração de Bitcoin

Knut Svanholm, autor de diferentes livros sobre o Bitcoin, falou que não é trabalho do Banco Central determinar o que cada um faz com a sua própria eletricidade.

Com uma visão negativa sobre a mineração do Bitcoin, a vontade de banir a mineração da criptomoeda começa a surgir em vários países. Pouco tempo depois do estado de Nova York aprovar uma moratória para banir a mineração de criptomoedas, o Banco Central da Suécia também quer proibir a atividade.

Segundo um relatório do governo, o Banco Central Sueco (Riksbank) exigiu que o governo adote uma posição mais contrária ao bitcoin e outras criptomoedas no país, citando preocupações com a estabilidade financeira e o meio ambiente.

Essas são preocupações citadas também pelo congresso de Nova York e até mesmo pela China, quando baniu o Bitcoin há meses.

No relatório  “Criptomoedas e seu impacto na estabilidade financeira”, no qual o Banco Central apresentou os resultados de sua própria pesquisa sobre mineração, o texto argumenta que as criptomoedas devem ser banidas no país, já que a mineração usa energia que afeta diretamente o meio ambiente.

“algumas atividades de mineração de criptoativos tem sido estabelecidas no norte da Suécia, onde eles consomem anualmente tanta eletricidade quanto 200 mil casas de família.”

O documento do governo vai além e propõe a possibilidade de que autoridades proíbam a própria possibilidade de pessoas aceitarem bitcoin no país. Esse é um ponto preocupante para muitos, já que a Suécia é um importante “berço” para diferentes startups de criptomoedas e um importante hub econômico europeu para qualquer setor financeiro.

O Banco Central também está fazendo uma campanha em suas redes sociais sobre o assunto.

“O consumo de energia aumentou acentuadamente nos últimos anos. O Centro de Finanças Alternativas da Universidade de Cambridge estima que a rede do Bitcoin tem um consumo de energia maior do que, por exemplo, a Noruega.”

Como é de se esperar, muitos apoiadores das criptomoedas são contra as recomendações do Banco Central Sueco em relação ao banimento do Bitcoin.

Knut Svanholm, autor de diferentes livros sobre o Bitcoin, falou que não é trabalho do Banco Central determinar o que cada um faz com a sua própria eletricidade.

“Se eles realmente se importassem com o meio ambiente, eles parariam de funcionar para sempre a partir de amanhã.”

No entanto, tal como vimos acontecer em Nova York, é bem possível que a Suécia siga pelo mesmo caminho em relação a sua visão sobre as criptomoedas.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias