Banco Central do Brasil afirma que não imprimirá dinheiro

Pelo menos, não por agora!

-

Siga no
Presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto em entrevista ao Estadão (BC)
Presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto em entrevista ao Estadão - Reprodução
Anúncio

Em entrevista ao Estadão, o presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, afirmou que não imprimirá dinheiro na economia brasileira agora. Na visão do BC, o momento é de esperar a economia reagir, adotando uma postura de observador.

O assunto ganhou notoriedade nas últimas semanas, quando até o ex-presidente Lula pediu uma maior intervenção na economia. De acordo com Lula, o momento de crise pede que o Banco Central imprima dinheiro.

Além disso, o ex-ministro da Fazenda de Lula, Henrique Meirelles, havia afirmado no início de abril que deveria haver uma expansão da base monetária. Contudo, o cenário defendido por alguns políticos, não faz sentido para Campos Neto hoje, que se afirma técnico.

Anúncio

Cofre do Banco Central
Cofre do Banco Central do Brasil

Presidente atual do Banco Central do Brasil afirmou que não imprimirá dinheiro na economia, pelo menos agora

O Estadão está produzindo um debate em seu canal do YouTube e contou com a presença de Roberto Campos Neto em um dos episódios. O presidente do BC conversou na última segunda (20) sobre o atual momento de crise com os jornalistas e expôs o que acredita ser o certo para a situação.

Em conversa com a economista do Estadão Zeina Latif, a jornalista Adriana Fernandes e o colunista Celso Ming, Campos Neto falou sobre o enfrentamento ao novo coronavírus. Para o presidente do BC, a crise de 2020 é diferente da vivida em 2008, com isso, o Banco Central está de olho em bancos pequenos e fintechs com atenção.

Além disso, Roberto Campos Neto afirmou que o BC irá manter a agenda de inovação, anteriormente prevista. Ou seja, o sistema PIX, que chega para concorrer com as criptomoedas, deverá ser lançado ainda em 2020.

Nós não queremos parar o preço dessa crise de voltar a ter um desincentivo para os pequenos, nós queremos incentivar mais os pequenos. Inclusive, só para terminar, a nossa parte de projetos de tecnologias vão seguir, o PIX vai ser feito esse ano, nós estamos seguindo com o Open Banking, […] então a gente não vai parar a nossa agenda de modernização e de competição

Estadão Live Talks com o presidente do BC
Estadão Live Talks com o presidente do BC – Reprodução/Estadão

Contudo, ao ser questionado sobre a impressão de dinheiro, Campos Neto não se mostrou entusiasmado. Em certo momento, o colunista Celso Ming questionou sobre a impressão de dinheiro, que poderia acontecer neste momento.

“Momentos desse tipo é momento de jogar dinheiro de helicóptero, é este o momento?”, questionou Ming

A famosa frase despejar dinheiro de helicóptero é polêmica para alguns economistas que defendem o controle da inflação. A frase é atribuída ao economista americano Milton Friedman, considerado por alguns o “pai do neoliberalismo”.

Para Campos Neto, contudo, “um diagnóstico diferente leva você a tomar medidas diferentes“.  Neste ponto, Roberto Campos Neto afirmou que cada país tem um menu de remédios, devendo ser analisado cada opção no devido momento.

Mais a resposta para você eu diria que não. Uma outra coisa que é super importante de entender é que nós entendemos que essa política tem mais eficiência quando você já atingiu o lower bound. Quando você acha que tem um juros que não tem mais potência para cair, você acha que precisa fazer um trabalho adicional e aí você faz um QE ou operação Twist, tem várias derivadas disso. Nós não entendemos que estamos neste momento hoje.

O presidente do Banco Central do Brasil frisou que entende que o momento ainda é de folga, e há espaço para novos cortes na taxa de juros antes de ter que imprimir dinheiro. Por fim, Campos Neto afirmou não tem ideia e tem dúvidas se essa medida poderia funcionar no Brasil, que é um país de economia emergente.

A dúvida pode ter acalmado alguns no mercado financeiro brasileiro, que se preocupam com a inflação. No ano de 2020, por exemplo, o Banco Central do Brasil apresentou o maior plano de liquidez da história. Para entusiastas do Bitcoin, um momento de alta inflação é sinal positivo para as criptomoedas se mostrarem como alternativa.

Não vamos intervir no câmbio, “nem passa pela nossa cabeça”

Em certo ponto, o colunista Celso Ming questionou Roberto Campos Neto sobre o câmbio. De acordo com Ming, alguns economistas têm pedido que o Banco Central do Brasil estabeleça um controle de capitais. Tais medidas seriam uma forma de intervir na alta do dólar, já cotado em R$ 5,32, com uma sequência de altas em 2020.

Monte de dinheiro - Notas de Real Brasileiro
Monte de dinheiro – Notas de Real Brasileiro

Para o presidente do BC, entretanto, não há nenhum projeto sendo pensado nessa linha de raciocínio. Campos Neto afirmou que “isso nem passa pela cabeça deles hoje“, e que a desvalorização do Real frente ao Dólar é um reflexo visto em vários mercados emergentes.

Não está no radar do Banco Central nada parecido, nem está sendo discutido e nem tão pouco nós concordamos com este tipo de medida

Confira na íntegra o papo do Estadão Live Talks com o presidente do Banco Central do Brasil, sobre dinheiro e economia:

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Ministério da Justiça - Palácio

Ministério da Justiça promove a blockchain no setor público

Na próxima segunda-feira (21), o Brasil acompanha um webinário importante sobre tecnologia. Promovido pelo Ministério da Justiça, a tecnologia blockchain aplicada ao setor público...
Moeda digital Bitcoin em destaque com fundo preto

MPF destaca evento sobre Bitcoin feito pela Interpol

Autoridades de todo o mundo buscam entender mais sobre as criptomoedas e o Bitcoin. Em um evento na próxima semana, feito com apoio da...
Carvão e tecnologia blockchain

Minas Gerais lança projeto blockchain para controle de carvão

O carvão é considerado um dos principais recursos naturais para obtenção de energia no mundo. Dessa forma, um dos estados que o produz no...

Últimas notícias

MPF destaca evento sobre Bitcoin feito pela Interpol

Autoridades de todo o mundo buscam entender mais sobre as criptomoedas e o Bitcoin. Em um evento na próxima semana, feito com apoio da...

Minas Gerais lança projeto blockchain para controle de carvão

O carvão é considerado um dos principais recursos naturais para obtenção de energia no mundo. Dessa forma, um dos estados que o produz no...

Investidores se confundem e compram criptomoeda errada que valoriza 500.000% com confusão

Recentemente o projeto Uniswap (UNI) tem ganhado muito a atenção dos investidores, principalmente após ter sido listado na Coinbase, a maior corretora de bitcoin...