BCE registra Euro Digital como marca, moeda está chegando?

Registro dessa marca foi confirmada pelo Banco Central Europeu, que pode lançar uma versão da moeda digital em breve!

Siga no
BCE Euro Europa Banco Central Europeu Eurotower
Eurotower/ECB

O Banco Central Europeu (BCE) registrou a marca Euro Digital, mostrando que o desenvolvimento de uma moeda nova no bloco está avançando.

De acordo com a Bloomberg, o registro é válido e foi confirmado por um porta-voz do BCE. Desse modo, fica claro que o Euro, assim como Dólar, Yuan e até o Real, deverá chegar em uma versão digital em breve.

Todos os bancos centrais do mundo já avaliam esse lançamento, inclusive o brasileiro. O potencial de adoção a essa tecnologia é alto na visão dos mandatários e deve ser um movimento conjunto para frear a ascensão de moedas públicas como o Bitcoin.

O BCE registrou a marca Euro Digital e confirmou que há estudos em andamento

A divisa Euro é a moeda oficial do bloco de países Europeu, formado por grandes potências mundiais. Essa moeda começou a circular de fato na região em 2002, ou seja, tem apenas 18 anos desde sua fundação.

No entanto, com a evolução do dinheiro, o Euro já recebe concorrentes de peso. Com as criptomoedas, por exemplo, moedas fiduciárias passam por enorme descrédito.

Desse modo, para enfrentar às criptomoedas, Bancos Centrais estudam o lançamento de suas divisas digitais. O Banco Central Europeu é um dos que está nessa frente, de olho nos chamados CBDCs.

De acordo com a Bloomberg, o BCE pediu o registro da marca Euro Digital no último dia 22 de setembro. A informação foi confirmada por um porta-voz do BCE, que afirmou que estudos sobre o Euro Digital estão em andamento.

Nas últimas semanas, a presidente do BCE, Christine Lagarde, já havia comentado o tema. Para ela o Euro Digital deverá ser um complemento na zona do Euro, não uma substituição do dinheiro.

Ou seja, o registro de marca ainda não coloca o Euro Digital como definido, mas o BCE avança a discussão.

Inflação na zona do Euro tem preocupado e estímulos podem seguir

O Euro é uma moeda inflacionária e o Banco Central Europeu tem a missão de manter o cenário. Contudo, a inflação na zona do Euro tem ficado abaixo do esperado pela autoridade monetária.

A meta da inflação do BCE é de 2%, sendo que o núcleo caiu a 0,4% de 0,6%. Esse recuo de 0,2% pressiona a atuação do BCE na região.

De acordo com a Reuters, isso é reflexo dos preços ao consumidor, que aceleraram na região em setembro. Esse cenário aumenta a pressão para que o BCE mantenha estímulos, ou seja, imprima dinheiro.

Com a pandemia do novo coronavírus a autoridade já havia emitido grande quantidade de estímulos. No entanto, a região está assolada com alto desemprego e a população aumenta a quantidade da poupança.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Investidores confundem “bitcoin gold” com BTG Pactual e moeda dispara 200%

O valor da criptomoeda bitcoin gold (BTG), que surgiu em 2017 como uma cópia do Bitcoin, valorizou 200% nos último 7 dias. O motivo...

XRP sobe 200% em 30 dias e alcança maior valor de 3 anos

A criptomoeda XRP, emitida pela Ripple, continua sua tendência de alta neste final de semana. A moeda digital valorizou 136% nos últimos 7 dias...

Ethereum será atualizado em 14 de abril, Bitcoin vai comer poeira?

Está previsto para a próxima quarta-feira (14 de abril) a mais nova atualização da plataforma Ethereum. Chamada de Berlin, o update da rede foi...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias