Binance investe na PancakeSwap e token valoriza

Chainalysis liberou estudo que mostra crescimento das corretoras descentralizadas.

Imagem do token CAKE, da PancakeSwap
Imagem do token CAKE, da PancakeSwap

A corretora Binance investiu na exchange descentralizada PancakeSwap, por meio de sua divisão chamada Labs. Essa empresa representa os interesses da plataforma em investimentos de risco, aportando em negócios de blockchain.

Nos últimos meses, vários negócios de criptomoedas ligadas a chamada Web3 receberam aporte da Binance. Em abril, por exemplo, o Stepn (GMT) recebeu investimentos para melhorar seu ecossistema Game-Fi e Social-Fi.

Nos últimos anos, a PancakeSwap se mostrou próxima da Binance em várias ocasiões, principalmente em listagens de fan tokens de clubes de futebol. Um dos exemplos foi do token Santos, lançado pela PancakeSwap horas antes da Binance.

Binance Labs investe na PancakeSwap e token Cake valoriza

A PancakeSwap foi lançada em setembro de 2020, crescendo rápido no ecossistema de dApp da BNB Chain. Segundo a Binance, essa corretora descentralizada já tem mais de 400 mil usuários ativos diariamente.

Nessa rede criada pela corretora já existem mais de 1.300 aplicativos descentralizados, ligados à NFTs, Metaverso, DeFi, entre outros. Para movimentar o setor, a PancakeSwap é a principal corretora a permitir a troca de tokens BEP-20.

Bill Qian, chefe do Binance Labs, declarou com o investimento que a PancakeSwap lidera o desenvolvimento da BNB Chain.

“A PancakeSwap lidera o desenvolvimento e a adoção em massa da BNB Chain. Dado que o PancakeSwap é o dApp mais usado e o projeto DeFi com o maior TVL na BNB Chain, temos e continuaremos a fornecer um forte apoio ao projeto.”

Com o novo aporte da Binance, o token CAKE em Real, da PancakeSwap, valorizou mais de 10% nas últimas 24 horas, cotada agora em R$ 23,50 cada, segundo dados do Mercado Cripto. Em Dólar a moeda chegou a alcançar US$ 4,92, embora registre uma queda de 89% desde 30 de abril de 2021.

Para Chainalysis, corretoras descentralizadas crescem em adoção

Segundo um estudo liberado pela Chainalysis nesta segunda, em comparação do uso das corretoras descentralizadas e centralizadas, fica claro que as DEX estão crescendo no gosto popular dos usuários de criptomoedas.

Isso porque, entre abril de 2021 e abril de 2022, as corretoras centralizadas (CEX) receberam onchain mais de US$ 175 bilhões. No mesmo período, foram enviados para exchanges descentralizadas (DEX) pelo menos 224 bilhões de dólares.

Os dados apurados pela empresa também mostram que o volume recebido pelas DEXs superou a CEXs em setembro de 2020, quando as centralizadas receberam menos de 50% do volume onchain.

O domínio das DEXs atingiu o pico de volume de transações em junho de 2021, com mais de 80%. Atualmente, a participação no volume de transações segue dividida de maneira equilibrada, sendo 55% em DEXs e 45% em CEXs.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias