Bitcoin Cash falhou em utilizar 8 MB, dizem analistas

Uma polêmica e tanto!

-

Siga no
Anúncio

O Bitcoin Cash (BCH) nasceu de um hard fork do Bitcoin Core (BTC), em meados de 2017, e a bandeira levantada para a separação da rede é que o tamanho do bloco era ruim para a escalabilidade.

Em um momento em que a rede tem uma sobrecarga de transações, o tamanho de 1 MB de cada bloco minerado na blockchain do Bitcoin pode fazer com que haja uma sobrecarga, com transações saindo mais caras e lentas.

O Bitcoin é uma moeda, feita para pagamentos no cotidiano e sem fronteiras entre países, e que para melhorar um cenário de congestionamento da rede pensou em implementar a tecnologia SEGWIT para resolver esse problema.

Anúncio

Essa solução foi rapidamente rejeitada por membros da comunidade, que resolveram criar uma nova moeda (BCH), sem a implementação do Segwit, mas com o tamanho do bloco de 8 megabytes.

A ideia era, e ainda é, que blocos maiores tecnicamente permitem que mais transações sejam confirmadas de uma só vez, já que você pode colocar mais delas em um único bloco. Isso supostamente faz um blockchain mais eficiente.

Só que de acordo com um grupo de analistas do Cryptocurrency LongHash publicaram uma matéria, no dia 17 de janeiro de 2019, afirmando que os blocos do BTC são 30 vezes maiores do que os blocos de seu fork BCH.

O estudo levanta os dados dos 500 dias de uso da rede Bitcoin Cash até aqui, e informa para a comunidade cripto que o espaço médio das transações ocupados nos blocos do BCH é de apenas 171 Kb, uma quantidade que representa apenas 2% da capacidade dos blocos.

O dia mais agitado dos blocos, que marcou a data de 15 de janeiro de 2018, os blocos tiveram em média 59% da sua capacidade de uso.

Para os analistas, o estudo está de acordo com os preços do BCH em relação ao BTC, que são de 3% em relação a maior do mercado.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Leia mais

Leia mais sobre:

Últimas notícias

Obras públicas do Ceará terão blockchain para medição

As obras públicas que forem feitas pelo estado do Ceará terão o uso da tecnologia blockchain como mediadora. Com essa ferramenta então o governo...

JPMorgan começa a testar criptomoeda, após registro no Brasil

O grande banco JPMorgan, que recentemente pediu um registro no Brasil para sua carteira, agora começa a testar sua criptomoeda. De acordo com a...

Candidata a prefeita pelo PT no Rio quer criar “Moeda Carioca”

A candidata a prefeita pelo PT no Rio de Janeiro, Benedita da Silva, quer criar uma Moeda Carioca caso vença as eleições. Em 2020,...