Bitcoin engata alta no início de fevereiro e sobe mais de 10%

Mercado em alta diminuiu o sentimento de medo.

Tendência de mercado do Bitcoin em alta
Tendência de mercado do Bitcoin em alta

Nos últimos dias o Bitcoin engatou uma alta em sua cotação de mercado e começa fevereiro valorizando mais de 10%.

Muitos não estavam muito contentes com o desempenho da moeda digital no mês de janeiro de 2022, que registrou uma queda de 17% em relação ao Dólar. Com isso, preocupações de um possível inverno cripto começaram a rondar o mercado.

Vale lembrar que essa sombra de queda e baixa segue no mercado, com o Bitcoin ainda em queda de 8% no consolidado do ano, visto que a cotação inicial no dia 1 foi em US$ 46 mil.

Bitcoin engata alta no preço e sobe mais de 10% em sete dias

Mesmo com uma queda de médio prazo persistente no mercado de criptomoedas, o Bitcoin chega ao mês de fevereiro com sua cotação buscando romper os US$ 43 mil, que se tornou nesta segunda-feira (7) a máxima mensal até o momento.

Isso mostra que o sentimento de mercado tem virado e novos compradores surgiram para aproveitar a cotação 38% abaixo da alta história, ainda em US$ 69 mil. De acordo com o Fear & Greed Index, por exemplo, o medo do mercado está diminuindo em relação a última semana e mês.

Fear And Greed do Bitcoin na segunda 7 de fevereiro de 2022
Fear And Greed do Bitcoin na segunda-feira, 7 de fevereiro de 2022 /Crédito: Alternative.me

Esse movimento mostra que a cotação do Bitcoin em US$ 42.590,00 nesta segunda é importante para o mercado se recuperar e apagar o prejuízo deste início de ano, que certamente foi assustador.

Mas para a equipe de análises da Santiment, uma casa de análises de criptomoedas, o movimento do Bitcoin nesta segunda poderá definir uma alta na semana, mostrando que a recuperação poderá ser ainda maior. Mesmo assim, com uma correlação alta com o S&P 500 neste início de ano, uma correção nas ações daquele índice poderia ser ruim para a moeda digital.

Outro analista que comentou o movimento do mercado foi o Root, que é colaborador do Bitcoin Magazine e responsável por realizar análises da rede (onchain). Para ele, o movimento atual do mercado ainda é de um fundo de oportunidades de compra, que não acontece com muita frequência no mercado.

Ou seja, quem aproveitou o momento para comprar mais poderá se beneficiar no futuro.

De qualquer forma, ao buscar comprar uma criptomoeda ou Bitcoin, o investidor deve estar ciente dos riscos do mercado e de sua eventual volatilidade. Assim, ao realizar um aporte é importante não colocar um dinheiro que será necessário no curto prazo.

Desse modo, a técnica de comprar R$ 100,00 por mês, ou qualquer outro valor que julgue importante, com DCA é uma das preferidas para quem quer guardar e correr menos riscos.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias