Bitcoin pode cair mais 50%, diz fundador do CoinGecko

Na visão do líder da plataforma que mostra preços das criptomoedas, é importante que quem está exposto tenha calma e aproveite oportunidades.

Gráfico de preço do bitcoin em tendência de queda
Gráfico de preço do bitcoin em tendência de queda

O preço do bitcoin completou seis dias consecutivos de queda e pode cair ainda mais em breve, segundo um analista do mercado. Isso porque, em ciclos anteriores de mercado, foi comum ver a cotação passar por momentos ruins, antes da melhora.

No último domingo (12), o preço do bitcoin fechou o semanal em US$ 26.574,00 por unidade em várias corretoras. Esse preço, tanto no diário quanto na semana, é o pior dos últimos meses e acendeu um alerta em vários negociantes.

Dessa forma, a segunda viu ainda mais correções, e o bitcoin já buscou US$ 23.500,00, um movimento que poderia levar a cotação para US$ 20 mil em breve caso persista a queda, que foi de 14% em 24 horas.

O preço do bitcoin em Real já é de R$ 120 mil por unidade, marca não vista desde 2020.

“Bitcoin pode cair mais 50% deste ponto, ninguém sabe”

De acordo com Bobby Ong, cofundador e COO do site CoinGecko, conhecido por ser o principal concorrente do CoinMarketCap na agregação de preços e informações das criptomoedas, o momento do mercado não está muito bom para as criptomoedas.

E ao analisar o atual momento, ele declarou que é possível que o preço do bitcoin esteja próximo do fundo com a queda atual, mas também é possível ver a cotação cair ainda mais em breve.

“Gosto da opinião de Chris Burniske de assumir o mercado e concordo com ele. Do ponto de vista do próximo ciclo, provavelmente estamos perto do fundo, mas isso não significa que o preço pode cair mais 50% mais.”

De qualquer forma, ele lembrou também que em ciclos de mercado anteriores, foi comum ver grandes quedas desde a máxima, o que no atual momento pode ocorrer. Tudo isso seria então uma preparação do mercado para o próximo halving.

E como sobreviver à atual queda do Bitcoin e Ethereum?

Além da previsão de que nada impede que o preço do bitcoin caia ainda mais nos próximos dias ou meses, afinal o fundo do mercado é desconhecido, o analista também dedicou parte de sua explicação para acalmar os investidores.

Assim, ele disse ser importante se afastar dos ruídos do mercado, principalmente se for uma pessoa que visa o longo prazo. Mesmo assim, é importante estar atento a oportunidades para quem ainda acompanha o espaço.

Dessa forma, quem nunca comprou criptomoedas como Bitcoin é um bom momento começar a exposição, mas sem colocar todos o valor pretendido de uma só vez. Segundo Bobby, é importante fazer um preço médio, técnica conhecida também como DCA por alguns brasileiros.

“Durante os mercados em baixa, é muito difícil cronometrar o fundo. Se você não tiver nenhuma exposição em criptomoedas, comece com BTC/ETH e faça custo médio em Dólar para entrar. Se você já tem alguma exposição em cripto, concentre-se em projetos de qualidade para descobrir onde os fundamentos foram supervendidos para começar o DCA.”

Parar para passar um tempo com a família, praticar exercícios, ir a festas, também são atividades que holders de longo prazo podem fazer para esquecer a variação do preço, principalmente para quem aguarda o longo prazo da moeda digital e sua adoção em massa.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias