Bitcoin poderá ser usado para comprar armas de fogo na Rússia

Sindicato pede que Banco Central autorize o recebimento de criptomoedas pela indústria bélica russa.

Siga no
Rússia pode aprovar venda de armas através do bitcoin

Fabricantes de armas na Rússia querem receber em Bitcoin. A solicitação será analisada pelo Banco Central russo a pedido do Soyuzmash, um sindicato que representa os fabricantes de armas russos. A comercialização de armas russas com criptomoedas poderá até evitar as sanções dos Estados Unidos contra o país.

O bitcoin e outras criptomoedas podem ser utilizados para a compra e venda de produtos e serviços. Vários estabelecimentos já recebem criptomoedas, que passam a ser utilizadas até mesmo por governos. Além disso, criptomoedas como o bitcoin podem significar uma nova forma de pagamento para setores específicos, como as armas de fogo produzidas por centenas de empresas na Rússia.

Dificuldade em vender armas apresenta Bitcoin como alternativa

A Rússia enfrenta sanções dos Estados Unidos e isso implica na venda de armas para outros países. Com a aprovação da adoção de criptomoedas como forma de pagamento, essas vendas poderiam ser intermediadas longe de negociações envolvendo moedas fiduciárias. A independência do dólar norte-americano, por exemplo, traria mais autonomia para o setor.

O ambiente de negociação envolvendo armas de fogo representa problemas relacionados aos pagamentos. Segundo Vladimir Gutenev, o sistema atual não favorece as empresas que produzem armas de fogo na Rússia. O vice-presidente da Soyuzmash relatou que empresas podem esperar por vários meses até receberem por armas comercializadas.

Banco Central russo considera analisar o uso de stablecoin

De acordo com Gutenev, sanções estão dificultando transações relacionadas as empresas que o sindicato representa. Essa e outras queixas serviram para embasar a necessidade de recebimento em criptomoedas como o bitcoin. Além disso, uma forte pressão externa impede que exista forte concorrência no setor, que enfrenta dificuldades para manter o comércio de armas produzidas por empresas que representam o sindicato.

O vice-presidente da Soyuzmash disse ainda, que criptomoedas podem favorecer a indústria bélica russa através de uma tecnologia polêmica no mercado de ativos digitais. Para Vladimir, transações anônimas poderiam ajudar o setor de produção de armas no país com os problemas atuais.

O representante do sindicato aposta no que seriam transações completamente anônimas para a compra e venda de armas de fogo. Sem informações sobre compradores, dificilmente a Rússia poderia controlar o comércio de armas. Além disso, o uso do bitcoin pode ser duramente descartado pelo país. Muitas empresas que produzem armas de fogo na Rússia são estatais. O país não poderia defender uma posição contrária ao uso bitcoin ao mesmo tempo em que negocia o recebimento por armas de fogo com a criptomoeda.

O uso do bitcoin na indústria bélica russa foi apresentado supostamente a chefe do Banco Central. O assunto foi pautado por Elvira Nabiullina que pode ter recusado a proposta do uso da criptomoeda pelo setor bélico. Por outro lado, Gutenev apresentou a sugestão da adoção de uma stablecoin. Segundo apuração, esse tipo de criptomoeda estaria sendo analisada pela executiva como sugestão alternativa ao bitcoin.

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".

Maioria dos mineradores de Ethereum aceitam proposta para reduzir taxas

A grande maioria dos mineradores de Ethereum não devem protestar contra a proposta EIP-1559, que diminui as taxas da rede e, consequentemente, diminui a...
Bitcoin em destaque capa

‘Aprecie com moderação’: como gestoras de fundos de criptomoedas no Brasil veem valorização do...

A grande valorização recente experimentada pelo bitcoin — apesar da correção ocorrida nesta semana — novamente fez o mercado financeiro olhar mais profundamente para...

Líder da pirâmide com Bitcoin, ArbCrypto, é preso em Minas

Um dos fundadores da empresa ArbCrypto - que atuava com arbitragem de criptomoedas - Alexandre Cesário Kwok, foi preso em Uberaba, no Triângulo Mineiro, nesta quinta-feira (25). Havia...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

‘Aprecie com moderação’: como gestoras de fundos de criptomoedas no Brasil veem valorização do bitcoin

A grande valorização recente experimentada pelo bitcoin — apesar da correção ocorrida nesta semana — novamente fez o mercado financeiro olhar mais profundamente para...

Líder da pirâmide com Bitcoin, ArbCrypto, é preso em Minas

Um dos fundadores da empresa ArbCrypto - que atuava com arbitragem de criptomoedas - Alexandre Cesário Kwok, foi preso em Uberaba, no Triângulo Mineiro, nesta quinta-feira (25). Havia...

Bitcoin pode registrar maior queda semanal desde março de 2020

O preço do Bitcoin está em forte queda nesta sexta-feira (26). Com uma perda de 7% nas últimas 24 horas, o ativo digital está...

Tether cria dólares do nada, igual ao Fed, diz Pompliano

Um processo contra a Tether e a corretora Bitfinex foi encerrado no inicio desta semana, de acordo com a decisão, empresa enganou clientes e o...

Fundo em Dubai diz que vai trocar $ 750 milhões em Bitcoin por Cardano e Polkadot porque “bitcoin é inútil”

Com suposta sede em Dubai, o fundo FD7 Ventures anunciou na quinta-feira (26) que vai vender mais de US $ 750 milhões em Bitcoin...