Bitcoin cai para 20 mil dólares em meio a panic sell

Cotação da moeda digital enfrenta suporte em US$ 20 mil.

Homem segura notas e Bitcoin preocupado
Homem segura notas e Bitcoin preocupado

A cotação do Bitcoin registrou uma nova mínima em 2022 nesta quarta-feira (15), com uma queda brutal no mercado que segue firme nos últimos dias. O movimento caminha para o nono fechamento diário consecutivo de baixa, e já preocupa traders pelo mundo.

Desde o dia 6 de junho, o preço do bitcoin saiu de US$ 30 mil por moedas, para a cotação de US$ 20 mil hoje, uma queda de 10 mil dólares em nove dias.

Com essa cotação o bitcoin já perde 70% desde sua alta histórica em 10 de novembro de 2021, quando alcançou US$ 69 mil há sete meses. Para os próximos dias, o movimento do mercado segue de olho nos 20 mil dólares, ponto crítico de suporte segundo muitos analistas.

Bitcoin renova mínima de 2022 com queda brutal sob análise de traders

A queda do bitcoin causou consequências em toda indústria de criptomoedas, que viu as principais corretoras demitirem em massa, como a Coinbase que demitiu 1.100 de uma só vez, entre outras mais.

No último domingo (12), a empresa Celsius ainda suspendeu saques e moveu seus bitcoins para outras carteiras, o que suscitou novo pânico no mercado de criptomoedas.

Vale lembrar que esse ecossistema já estava fragilizado após o colapso da Terra (LUNA) no último mês de maio, ou seja, as novas quedas dão sequência ao movimento negativo do último mês.

Com o medo extremo entre investidores de bitcoin, a moeda registrou então uma nova mínima para 2022, dessa vez em US$ 20.112,00 em algumas corretoras, o que aproxima a queda brutal do suporte em 20 mil dólares.

Essa barreira psicológica tem sido defendida por traders como sólida, mas se for rompida pode levar a novas quedas no mercado, que se apresenta como novamente em “bear market” (tendência de baixa).

Crítico do Bitcoin diz que moeda perderá mais 70%

A nova queda foi boa para todos que criticam o bitcoin voltar a emitir suas declarações, sendo um deles o homem que previu a crise de 2008, Peter Schiff. Famoso defensor do ouro, ele divulgou que é impossível não olhar para o gráfico do bitcoin e não vender a moeda digital, que pode ser recomprada abaixo.

“Como alguém pode olhar de longo prazo para o Bitcoin com este gráfico e não vender? Mesmo que você ache que o Bitcoin acabará sendo negociado mais alto, é difícil imaginar que ele não teste o suporte de longo prazo na linha inferior primeiro. Acho que vai falhar nesse teste. Independentemente disso, é melhor vender agora e recomprar mais baixo.

E Peter foi além na previsão pessimista, cravando que se o bitcoin conseguiu cair 70% da alta histórica, então ele pode cair novamente deste ponto. Segundo sua visão, a meta de preço é em US$ 3 mil.

É importante lembrar que ele costuma sempre dizer que o bitcoin vai acabar, ou seja, sua postura se mantém firme com a queda, que é de falar contra a tecnologia. Contudo, quando o bitcoin valia US$ 3 mil em 2018, ele disse que a moeda digital tinha morrido, o que não ocorreu.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias