Brasileiro compra ‘todas’ criptomoedas que existem

O experimento, que com certeza funciona como um vídeo de entretenimento e informativo, como ele queria fazer, é uma ótima oportunidade de ver alguém tomando a péssima decisão que muitos investidores sempre quiseram tomar, mas não queriam arriscar.

Siga no

As criptomoedas alternativas (altcoins) sempre mexeram com a imaginação dos investidores. Muita gente se pergunta em qual moeda investir e algumas delas sempre acabam valorizando 1000%. Isso literalmente transformou partes do mercado em uma grande casa de apostas, com muitos buscando o próximo bilhete premiado.

Com isso, um brasileiro teve uma grande ideia: Comprar todas as criptomoedas possíveis, assim, ele terá mais chance de acertar na próxima valorização.

Inspirando pelo canal britânico The Spiffing Brit, que fez algo similar, o youtuber brasileiro Mateus Rapini fez um vídeo onde ele compra todas as criptomoedas disponíveis na corretora Binance.

O objetivo do experimento é acompanhar o que vai acontecer com esse portfólio.

Ao todo ele comprou US$ 10 dólares de cada uma das 304 criptomoedas disponíveis para compra na Binance. Ou seja, Mateus gastou um total de US $ 3.040 em seu experimento.

São mais de R$ 15 mil reais distribuídos entre moedas como o Bitcoin e várias shitcoins.

Mateus Rapini comprando todas as criptomoedas disponíveis na Binance.

Você pode estar se perguntando se essa não é uma ideia ruim e, sim, você pode estar certo. Até mesmo o youtuber reconhece que é uma péssima ideia e que você não deve fazer nada do tipo.

O vídeo é claramente um experimento que é bastante educacional, Mateus tem um canal financeiro em que dá dicas sobre o mercado e sobre estratégias de investimento.

“Pessoal, não faça isso em casa, é uma péssima ideia ficar comprando um monte de ativos que você nem sabe porque existe e qual é o propósito (…) Eu só estou fazendo isso para estar um modelo de vídeo que você tem entretenimento junto com informação.”

Até mesmo durante a compra das mais de 300 moedas ele oferece diferentes dicas sobre investimento e tenta oferecer um pouco de sensatez ao emocional mercado dos ativos digitais, além de também dar uma alfinetada nos puristas do setor tradicional.

“Será que eu estou comprando dinheiro do Banco Imobiliário aqui? Se bem que do jeito que os governos estão emitido dinheiro ultimamente, daria para chamar qualquer moeda de Banco Imobiliário.”

O experimento, que com certeza funciona como um vídeo de entretenimento e informativo, como ele queria fazer, é uma ótima oportunidade de ver alguém tomando a péssima decisão que muitos investidores sempre quiseram tomar, mas não queriam arriscar.

“(…) A maioria dessas moedas que eu comprei vai virar pó daqui alguns anos, mas será que dentro das sobreviventes vai ter um bilhete premiado? É possível! Eu não ficaria surpreso se de fato houver um bilhete premiado aqui. Se tem uma coisa que aprendi vendo o Dogecoin é que no mundo das criptomoedas tudo pode acontecer. Mas não vou ficar surpreso se tudo isso virar pó.”

O youtuber comprou “apenas” 304 moedas disponíveis na Binance, o mercado de altcoins ultrapassa com facilidade a marca das 10 mil moedas, mas ainda assim, o escopo de seu experimento é gigantesco.

Por enquanto não dá para saber como o portfólio está indo, mas Mateus prometeu ir divulgando informações em vídeos futuros.

Confira o vídeo na íntegra:

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
GPUs. Imagem: ShutterStock

Após China banir mineração de criptomoedas, placas de vídeo começam baratear

A batalha das autoridades chinesas contra os mineradores de criptomoedas levou não apenas a queda nos preços dos ativos digitais, mas também a uma...

Debate Descentralizado: ainda vale investir em eventos de Bitcoin?

Empresas relacionadas com Bitcoin e demais criptomoedas possuem um nicho muito específico para diálogo. Em termos de anúncios, não é qualquer via que satisfaz a...
Ricardo-Salinas

Todo investidor deve ter Bitcoin, diz o terceiro homem mais rico do México

O encontro do Bitcoin com a temida cruz da morte não parece ter assustado Michael Saylor, que comprou US $ 500 milhões quando o...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias