Briga do Raiam vs Primo Rico, Flávio Augusto e Tio Huli

Raiam postou vídeos mostrando processos e supostos golpes aplicados no passado por influenciadores.

Siga no

Uma briga entre youtubers está sendo travada nas redes sociais. Raiam Santos passou a denunciar influenciadores bastante conhecidos: Flávio Augusto, Primo Rico e Tio Huli.

No meio dessa confusão, o que há de evidência concreta? Ou seria isso mais uma estratégia de marketing?

Quem são estes influenciadores?

Raiam Santos se intitula “nômade digital”. Ousado e irreverente, chegou ao seu primeiro milhão aos 31 anos de idade. Raiam escreveu sete livros, além do blog “O Mundo Raiam”.

Flavio Silva, 49 anos, é fundador da escola de inglês WiseUp e dono do time de futebol Orlando City. Criou o “Geração de Valor” com o intuito de educar as pessoas sobre empreendedorismo, e compartilhar suas experiências no mundo dos negócios.

Thiago Nigro, 30 anos, fundador do “O Primo Rico”, o canal brasileiro de investimentos que mais cresce no Youtube. Autor do livro “Do Mil ao Milhão”, ensina aos leitores como atingir a independência financeira.

Hulisses Dias, 36 anos, mais conhecido como “Tio Huli” é investidor profissional, e dedica seu tempo em repassar tudo que ele aprendeu, sem acordos com instituições financeiras.

O que fazem, e como ganham dinheiro?

Além de seus negócios individuais, oferecem cursos e mentoria. A proposta usualmente gira em torno de como ganhar dinheiro usando as redes sociais.

A maioria também recebe valores de patrocinadores, sejam eles bancos e corretoras de investimento, ou produtos e serviços oferecidos em seus canais.

Qual a acusação de Raiam?

Raiam postou vídeos mostrando processos e supostos golpes aplicados no passado por influenciadores. O “nômade digital” afirma que Flávio Augusto havia feito uma proposta para ele não atrapalhar os negócios.

Raiam diz que Flávio Augusto tem problemas com o FBI, e até mesmo com a justiça brasileira. O youtuber afirma que comprou um Rolls Royce de Flávio Augusto por R$ 3,5 milhões, porém o mesmo estava com defeito, que custou mais de R$ 200 mil para consertar.

Em relação ao “Primo Rico”, Raiam afirma que um dos sócios nos negócios é João Kepler Braga, que já foi preso por estelionato em golpes de pirâmide da TelexFree.

Por último, sobre o Tio Huli, Raiam afirma que, na verdade, o guru dos investimentos vive às custas da fortuna do pai.

Qual o objetivo desta disputa?

Segundo Raiam, Flávio Augusto, Primo Rico e Pablo Marçal estão juntos há 10 meses planejando alguma operação, uma possível abertura de capital na bolsa de valores.

O grupo teria feito um conluio para alavancar elogios junto aos seus seguidores. Desse modo, induzindo milhares de pessoas a comprar o ativo, mesmo sabendo que não há fundamento para tamanha valorização.

Segundo Raiam, Primo Rico abriu um processo de difamação no valor de R$ 1 milhão. Para nós, que estamos de fora da disputa, resta a dúvida: o quanto há de verdade nas palavras desses influenciadores?

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Marcel Pechman
Marcel Pechman
Marcel Pechman é trader e analista de criptomoedas desde 2017. Atuou como trader por 18 anos nos bancos UBS, Deutsche e Safra. Além de YouTuber em seu canal RadarBTC, foi reconhecido em diversas premiações como um dos maiores interlocutores do Bitcoin do país. Maximalista convicto, acredita na falência da moeda fiduciária, aquela emitida por governos.
Tesla. Imagem: Shutter Stock

Elon Musk diz que Tesla voltará a aceitar Bitcoin

A Tesla começará a aceitar Bitcoin novamente quando a maior parte do processo de mineração da criptomoeda for realizado por fontes de energia renováveis,...
Bitcoin regulação. Imagem: ShutterStock

Deutsche Bank diz que Bitcoin “passou dos limites” e não pode mais ser ignorado

A popularidade crescente do Bitcoin está incomodando governos e bancos centrais. A gota d'água foi a legalização da criptomoeda em El Salvador. De acordo...
Bitcoin Liberdade

Bitcoin, o novo Índice de Liberdade Econômica

Bitcoin pode ser a medida de liberdade mais neutra do mundo que nenhum país pode acusar de ter preconceito ocidental, ao contrário de alguns...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias