Início Bitcoin Carteira de Bitcoin da maior apreensão dos EUA é revelada

Carteira de Bitcoin da maior apreensão dos EUA é revelada

O valor apreendido em Bitcoin foi revelado pela carteira em posse da justiça dos Estados Unidos.

A maior apreensão de Bitcoin pelas autoridades dos EUA referente a um hack na corretora Bitfinex em 2016, teve sua carteira em posse da justiça dos Estados Unidos revelada.

A situação foi exposta ao mundo na última terça-feira (8), mostrando que bilhões em bitcoin foram recuperados após anos desde que foram roubados em um incidente cibernético.

Com a recuperação das moedas, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ) também divulgou a prisão de um casal de influenciadores digitais, responsável por lavar o dinheiro.

Carteira de Bitcoin do hack da Bitfinex revelada

O Bitcoin é uma moeda que é pseudoanônima e permite que qualquer transação em blockchain seja rastreada. Algumas empresas já surgiram com ferramentas que permitem compreender melhor onde estão as moedas e de onde vieram.

E uma dessas empresas é a PeckShield, que revelou em uma investigação qual o endereço está depositado o saldo recuperado pela justiça dos Estados Unidos e relacionado com o hack da Bitfinex.

Segundo a empresa, o endereço bc1qazcm763858nkj2dj986etajv6wquslv8uxwczt, em formato Segwit, é onde está o saldo da corretora dos EUA, contendo hoje 94.643,29877552 BTC. Em relação ao Dólar, com a cotação do Bitcoin em US$ 44.300 hoje, isso equivale a US$ 4.203.307.649,55.

Endereço de Bitcoin com saldo de 94 mil BTCs e que pertence a Bitfinex
Endereço de Bitcoin com saldo de 94 mil BTCs e que pertence a Bitfinex /Reprodução

Convertido para Real a quantia chega a mais de R$ 22 bilhões, uma soma maior do que o inicialmente apurado. O que chama atenção é que o endereço divulgado começou a receber pequenas transações após ser revelado, indicando que pessoas estão acompanhando o endereço.

Procuradora geral dos EUA disse que mesmo com ampla adoção das criptomoedas, crimes no setor continuarão a ser combatidos

Durante a divulgação da apreensão de Bitcoin da Bitfinex, agora com saldo e carteira finalmente revelados, a Procuradora Geral Lisa Oudens Monaco emitiu um comunicado público sobre o assunto.

“À medida que a criptomoeda se torna amplamente adotada, devemos impedir seu uso em lavagem de dinheiro, transações ilícitas na darknet, ataques de ransomware e outros crimes que afetam a todos nós”.

Segundo ela, reaver os bitcoins da Bitfinex foi um grande golpe contra os criminosos que estão utilizando criptomoedas. O hack na Bitfinex ocorrido em 2016 levou aproximadamente 120 mil BTCs, que valiam na época US$ 71 milhões.

Ela classificou como a maior apreensão de Bitcoin da história dos Estados Unidos, assim como a maior apreensão financeira do país. Para Lisa, a mensagem é clara para os criminosos, de que as criptomoedas não são um porto seguro, visto que o dinheiro pode e deverá ser seguido, não importando a forma que ele toma.

Após explicar os detalhes de como a investigação foi conduzida, a procuradora declarou que o uso ilícito das criptomoedas será caçado pelas autoridades, com essa apreensão sendo a prova de que isso é possível e que o “Estado chegou” no ambiente.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples.

Acesse: https://coinext.com.br.