Carteiras de baleias do Bitcoin engordam com queda nas últimas semanas

Sardinhas do mercado alimentando muito bem as baleias, que seguem acumulando mais satoshis.

Siga no
baleias do Bitcoin jubarte pulando
Baleia-jubarte pula da água

O medo, a dúvida e a incerteza tomaram conta dos pequenos investidores em criptomoedas nas últimas semanas. Por outro lado, as carteiras de baleias (grandes detentores) do Bitcoin cresceram.

O Bitcoin atravessa um momento importante em sua história – após vários meses em alta no mercado, a cotação da moeda chegou a ultrapassar US$ 64 mil, em abril de 2021, mas caiu para US$ 33 mil hoje.

Apesar do movimento de mercado ter virado para baixa, há quem acredite no retorno do Bitcoin para alta. Uma das maiores baleias institucionais, inclusive, já se prepara para comprar mais no momento de queda.

Carteira de baleias do Bitcoin engordam mais com a queda

Em um relatório de mercado liberado nesta terça-feira (8), a empresa Santiment buscou analisar o comportamento de preço do Bitcoin, que tem sido afetado por temores do mercado.

Mesmo com pequenos investidores se desfazendo das suas posições, grandes detentores da moeda estão – mais uma vez – comprando o ativo digital. De acordo com a análise da Santiment, as “baleias estão comprando na queda”.

“baleias do Bitcoin que geralmente olhamos (endereços com 100-10.000 BTC mantidos) tem aumentado continuamente por cerca de duas semanas e meia.

Esta parece ser uma queda que as baleias estão comprando com confiança.”

Baleias de Bitcoin comprando nas últimas três semanas
Baleias de Bitcoin comprando nas últimas três semanas – Reprodução/Santiment

Por baleias de Bitcoin, entende-se que uma pessoa ou empresa que tem mais de mil BTCs em sua posse, ou seja, uma grande quantidade de moedas, capaz de afetar o preço de mercado com seus movimentos, de compra ou venda.

MicroStrategy se prepara para comprar mais US$ 400 milhões no mercado

Vale o destaque que nas últimas semanas, o fluxo de Bitcoin saindo das corretoras alcançou o ritmo mais alto desde novembro de 2020, mostrando que muitos estão guardando suas moedas.

Se alguns estão guardando, e outros vendendo no mercado, muitos até no prejuízo, outros se preparam para comprar mais. Isso porque, na última segunda a baleia institucional MicroStrategy, que já tem mais de 90 mil bitcoins, anunciou que irá comprar mais US$ 400 milhões na moeda digital.

A nova operação será financiada com a venda de notas de dívida, que a grande companhia está vendendo para clientes interessados. Ou seja, para comprar Bitcoin, a MicroStrategy está pegando dinheiro no mercado e oferecendo juros para os tomadores de riscos.

Esse movimento certamente apresenta uma realidade que não é conhecida por muitos iniciantes do mercado, que é a compra de Bitcoin bola de neve, que é uma estratégia que consiste em comprar mais, independente do preço atual, acreditando no futuro e longo prazo da tecnologia.

Com menos Bitcoin em circulação, e baleias acumulando, a Santiment acredita que o sinal é de alta, em breve.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Robert Kiyosaki Imagem: Instagram

“Compre Bitcoin e Ethereum antes do maior crash da história”, alerta autor de “Pai...

Robert Kiyosaki, o autor do livro de finanças pessoais "Pai rico, Pai Pobre", insiste que as pessoas se protejam da maior crise do mundo,...
Elon Musk alerta sobre criptomoedas. Imagem: TMZ

Elon Musk pede agilidade para que Dogecoin faça melhorias

Após passar um tempo afastado das criptomoedas, esta semana Elon Musk voltou a se mostrar mais ativo no Twitter. Após a AMC divulgar estar...
Itajaí Moeda digital de recompensa

Itajaí vai dar moeda digital para quem contribuir com meio ambiente

O município de Itajaí, no estado de Santa Catarina, vai dar uma moeda digital para a população que contribuir com o meio ambiente. A novidade...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias