Casal que prometia lucros com criptomoedas some e deixa investidores desesperados

Empresa F3 Tech prometia lucros exagerados envolvendo criptomoedas.

-

Siga no
Anúncio

F3 Tech é mais um negócio supostamente fraudulento que parece ter feito várias vítimas. Com a promessa de lucros de 60% em cerca de dois meses, a empresa é acusada de não cumprir com os pagamentos dos investidores. O casal responsável pelo negócio não está sendo encontrado nas redes sociais, e a empresa deixou de responder os clientes que buscam reaver seus investimentos.

A F3 Tech apresenta características de negócios que podem ser conhecidos como pirâmide financeira. De acordo com princípios normativos da CVM, nenhum negócio envolvendo investimento mobiliário pode apresentar lucro fixo. Além disso, o índice de 60% em apenas dois meses não condiz com a realidade do mercado financeiro, em que nenhuma empresa consegue oferecer tais rendimentos para os clientes.

Criptomoedas são envolvidas em negócio fraudulento

Mais uma vez o Bitcoin e as criptomoedas foram parar em um negócio aparentemente fraudulento. A F3 Tech está sendo acusada de não cumprir com os pagamentos referentes aos investimentos de vários clientes da empresa. De acordo com os investidores, Frederick Silva e Thainá Holanda Sodré Silva seriam os responsáveis pelo negócio.

Anúncio

Os dois empresários são acusados de sumirem com o dinheiro de várias pessoas. De acordo com denúncias que surgem nas redes sociais, o casal está incomunicável. Além disso, a empresa deixou de responder e-mails, telefonemas e até nas redes sociais. A falta de informações preocupa os investidores que acreditam que perderam tudo na F3 Tech.

Jovem relata que casal de empresários desapareceu

Várias denúncias apontam para problemas relacionados a F3 Tech. Assim como acontece com negócios desse tipo, os saques acontecem normalmente até um determinado período. Quando o dinheiro acaba, saques passam a ser uma atividade praticamente impossível de ser realizada. Isso é o que está acontecendo com a F3 Tech e investidores já relatam que saques não estão sendo realizados no site da empresa.

A tristeza com a perda de fundos investidos em negócios fraudulentos é tamanha. Em uma postagem nas redes sociais, Mayara Gonzo denuncia o casal em que ela confiou seu investimento. A jovem é moradora do Rio de Janeiro e publicou uma efusiva denúncia contra Frederick e Thainá.

Mayara explicou na postagem que todo mês a empresa oferecia 20% de lucros sobre o valor aplicado. Porém, desde abril os pagamentos deixaram de ser realizados para a investidora. A jovem contou que realizou diversos contatos com a empresa, que apresentava várias justificativas para o atraso nos depósitos.

“A proposta era ótima, você investia um valor e todo mês rendia 20% em cima do que você colocou”.

Depois de várias tentativas, Mayara recebeu como resposta que os depósitos seriam retomados em junho de 2019. Esse era o prazo que a empresa precisaria para regularizar os entraves que estavam impedindo os depósitos de acontecerem. Contudo, Mayara alega que descobriu que o casal de empresários teria fugido com o dinheiro dos investidores.

Nas redes sociais, a última postagem da empresa está datada para o natal de 2018. Isso demonstra a falta de interatividade do negócio na internet, corroborando para a denúncia de vários investidores que alegam o sumiço do casal responsável pela F3 Tech.

 

O Livecoins tentou contato com o casal mas não obtivemos resposta. Quando tivermos retorno atualizaremos a matéria.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".
Compra de Bitcoin

Governo da Noruega compra Bitcoin

Uma empresa que fez a compra de R$ 1,3 bi em Bitcoin como reserva de valor em agosto continua a repercutir na comunidade cripto....
Bitcoin em corretoras de criptomoedas

CEO da MicroStrategy: “podemos despejar R$ 1.3 bi em Bitcoin no mercado a qualquer...

Após comprar de R$ 1.3 bilhão em bitcoin como reserva de valor, a MicroStrategy se tornou um nome importante para os defensores da moeda...
Prédio da PGR - Ministério Público Federal do Brasil (MPF) investigando

MPF está investigando ataque hacker em seus servidores

O Ministério Público Federal (MPF) está investigando um suposto ataque hacker em seus servidores. De acordo com um portal de notícias, dados do órgão...

Últimas notícias

CEO da MicroStrategy: “podemos despejar R$ 1.3 bi em Bitcoin no mercado a qualquer hora”

Após comprar de R$ 1.3 bilhão em bitcoin como reserva de valor, a MicroStrategy se tornou um nome importante para os defensores da moeda...

MPF está investigando ataque hacker em seus servidores

O Ministério Público Federal (MPF) está investigando um suposto ataque hacker em seus servidores. De acordo com um portal de notícias, dados do órgão...

Finanças Descentralizadas (DeFi) caem 40%, será o fim?

Nos últimos dias assistimos um massacre das moedas de finanças descentralizadas (DeFi), com quedas entre 30% e 58%. Talvez você não tenha acompanhado a...