CEO da Binance apoiará comunidade Luna, mas critica falta de transparência

A Binance tem uma certa preocupação em relação à Luna, afinal, a corretora, em teoria, deve proteger seus clientes ao ter uma boa curadoria das criptomoedas que lista e oferecer suporte de negociações, o caso da Luna deu muito prejuízo e alguns podem querer culpar a corretora.

Mão segurando celular com tela da criptomoeda Terra (LUNA), responsável pela TerraUSD (UST).
Mão segurando celular com tela da criptomoeda Terra (LUNA), responsável pela TerraUSD (UST).

A recente situação com a criptomoeda Luna tem sido um dos pontos de interesse de muitos investidores e também um período complicado para todo o setor. Enquanto muitos comentam sobre toda a situação, o CEO da Binance, Changpeng Zhao ainda demonstra uma posição simpática à comunidade da Luna, mas acredita que houve uma grande falha de gerenciamento por parte dos desenvolvedores do projeto.

Em uma thread no Twitter, CZ se pronunciou mais uma vez sobre o caso, destacando como a atual situação mostrou que o criptomercado possui uma maior resiliência do que nos anos anteriores, em que situações similares afetara todo o setor de forma muito mais severa.

“Essas últimas semanas provaram ser um momento de mudança para a indústria de criptomoedas. Nós testemunhamos a rápida queda de um grande projeto que acabou enviando ondas para todo o mercado, mas também vimos uma nova resiliência no mercado que não existia durante o último colapso.”

Falta de transparência

CZ comentou que desde o começo de todo o caso, ele e a Binance têm tentado dar o apoio necessário para toda a comunidade, no entanto, ele acredita que falta bastante transparência por conta dos desenvolvedores.

Não só isso, mas também condenou as ações tomadas pela equipe da Terra, criticando principalmente a mineração extra de criptomoedas e propostas de forks.

“Nos últimos dias nós tentamos apoiar bastante a comunidade da Terra. Nos meus tweets eu estou simplesmente apontando possíveis erros a partir do meu conhecimento. Minerar e forkar não cria valor. Comprar de volta, queimar moedas cria valor, mas isso requer fundos, fundos que a equipe do projeto talvez não tenha.”

Outro problema para CZ está justamente na falta de transparência por parte dos desenvolvedores, que não divulgam informações sobre o quanto eles possuem e pretendem gastar para contornar a situação, com os investidores e a própria corretora dependendo apenas de “análises de terceiros.”

No entanto, apesar desses erros, o CEO da Binance afirmou que a corretora estará sempre disposta a dar suporte a comunidade de qualquer maneira possível.

“Eu apenas espero que os times do projeto possam se reerguer das cinzas e reconstruir de uma maneira correta e sensível. Apesar das minhas visões pessoais, ou a solução escolhida no fim, nós sempre estaremos aqui para dar apoio para a comunidade da maneira que for possível.”

A Binance tem uma certa preocupação em relação à Luna, afinal, a corretora, em teoria, deve proteger seus clientes ao ter uma boa curadoria das criptomoedas que lista e oferecer suporte de negociações, o caso da Luna deu muito prejuízo e alguns podem querer culpar a corretora.

No entanto, a liderança da exchange parece estar determinada a ajudar em um possível retorno do projeto, se é que isso é possível.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias