Cientistas combatendo COVID19 com criptografia e privacidade

Aplicativos rastreiam aglomerações de pessoas sem expor identidades!

Os tempos são estimulantes para se fazer ciência relacionada com a área da saúde. Dessa forma, cientistas da computação estão empenhados em combater o COVID19 com privacidade, usando criptografia para isso.

As medidas draconianas estão sendo combatidas em todo o mundo, principalmente quando governantes são acusados de agir de forma ditatorial. Esse tema ganhou força nas últimas semanas, quando o Papa fez uma declaração afirmando que “medidas duras nem sempre são boas“.

No Twitter, por exemplo, o governador de São Paulo, João Dória, tem sido acusado de ser ditador ao obrigar as pessoas a ficar em casa, com uso até de força policial. O governador disse que está monitorando as pessoas pelos seus celulares, e vai prender quem desobedecer à quarentena.

De fato, dentre as principais medidas de proteção ao coronavírus, a quarentena é uma das práticas recomendadas por especialistas. Contudo, ao monitorar a população, para garantir que não há aglomerações, governantes tem se esquecido de proteger os dados das pessoas.

Coronavirus e Quarentena
Coronavirus e Quarentena

Cientistas da computação se unem a causa e quarentena poderá ser incentivada com privacidade e uso da criptografia

O mundo se une em prol do combate ao novo coronavírus e não poderia ser diferente no setor de tecnologia. Com a tecnologia, as informações sobre a doença são compartilhadas a todo momento, e o mundo acompanha de perto a evolução no combate a este problema.

Enquanto soluções mais eficazes não são encontradas, a quarentena continua a ser a melhor prevenção contra o COVID19. De fato, o que preocupa alguns é os governantes forçarem, com uso até da polícia, o isolamento social.

No Brasil, o caso mais recente que chocou parte da população paulista foi o posicionamento de seu governador, João Dória. O Twitter, nesta sexta santa (10), levou os internautas a um extenso debate sobre o fato de Dória ser ou não um ditador. Com as hashtags #DoriaDitador e #DitaDoria, o tema alcançou os trendings topics do Brasil.

O questionamento certamente é legítimo, pois, a população está preocupada com a forma que terão seus dados pessoais utilizados. Este pode ser o primeiro sinal que as pessoas no Brasil estão observando o que os governantes fazem com seus dados, um marco na história brasileira.

Informações sobre coronavírus
Informações sobre coronavírus

Soluções estão a caminho para uso com segurança dos usuários e governos

De acordo com a Wired, é paradoxal pensar em um sistema de vigilância em massa sem que ele seja usado para o mal. Mesmo assim, empresas de tecnologia têm oferecido soluções interessantes e até de código aberto para isso.

Uma das maneiras que tem sido encontrada é a criação de aplicativos que alertam usuários dos riscos que eles correm. O alerta, contudo, não expõem os dados pessoais para os governos.

Além disso, quando uma pessoa infectada está em sua região, aplicativos podem te alertar para o perigo. Quem é a pessoa? Você não saberá, ou seja, até neste ponto as pessoas poderão se precaver, sem expor identidades e ajudando a mitigar riscos.

Para o professor de matemática da universidade de Toronto, isso é possível. Yun William Yu disse para a Wired que “Você pode desenvolver um aplicativo que atenda ao rastreamento de contatos e preserve a privacidade dos usuários“.

Privacidade
Privacidade

Um dos casos de sucesso que está em teste para combater o COVID19 com privacidade pela criptografia é o COVID-WATCH. Com sistema open source, afirma que levará os usuários a um mundo mais seguro, com menos vigilância forçada e perigosa.

OS USUÁRIOS PODEM APRECIAR A PRIVACIDADE, MAS OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE E OS GOVERNOS NÃO QUEREM NECESSARIAMENTE CRIAR UM SISTEMA QUE OS IMPEÇA DE, POR EXEMPLO, NOTIFICAR PROATIVAMENTE OS USUÁRIOS QUE FORAM POTENCIALMENTE EXPOSTOS AO COVID-19, OU MESMO RASTREAR ATIVAMENTE A LOCALIZAÇÃO DE INFECTADOS OU POTENCIALMENTE PESSOAS EXPOSTAS.

Seus criadores apontam que os governantes não têm apoiado tanto o projeto quanto apoiam outras soluções que não investem em privacidade. A cientista da computação de Stanford, Cristina White, criadora do COVID-WATCH, afirmou para a Wired que, apesar dos problemas enfrentados, o que realmente esperam é salvar vidas.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias