Condomínio em Nova York de R$ 62 milhões foi pago com Bitcoin

A transação foi intermediada pela Bitpay

Siga no
Bitcoin e Estátua da Liberdade nos EUA (Nova York)
Bitcoin e Estátua da Liberdade nos EUA

Os casos de uso do Bitcoin no “mundo real” estão cada vez em mais evidência. Recentemente, de acordo com a revista “The Real Deal“, um condomínio em Nova York foi vendido por US $ 15 milhões (R$ 62 M) em Bitcoin a um comprador Tailandês.

Bitcoin pagando largas transações

Um magnata americano do mercado imobiliário, Ben Shaoul, vendeu recentemente um condomínio com o valor pago inteiramente em Bitcoin. De acordo com o site, o comprador seria de uma empresa Tailandesa chamada Affluent Silver International LLC.

A transação foi intermediada pelos processadores de pagamento em criptomoedas Bitpay e Starr, e aparentemente a grande transação ocorreu sem nenhum problema.

Imóvel vendido em NY

Apesar dos casos imobiliários ainda apresentarem um uso tímido, no ano passado, a ManageGo, outra imobiliária americana, anunciou que aceitaria Bitcoin para pagamento.

Mansão de US $ 30 milhões a venda em Bitcoin

Além do Bitcoin, criptomoedas como Ripple, Ethereum estão cada vez mais sendo usadas para pagamentos em imóveis com valores relativamente altos.

Por exemplo, de acordo com uma listagem no site de imóveis StreetEasy, uma mansão em Nova York avaliada em UU $ 30 milhões está sendo vendida justamente por estas criptomoedas. A surpresa aqui é que ao pagar em criptomoedas, você terá que desembolsar mais 50% do valor em dólares, conforme o anúncio diz:

“… esta mansão de pedra calcária exclusiva está a venda por US$ 29,95 milhões (ou por moeda digital equivalente a 1,5 vezes o preço oferecido). Juntamente com o dólar, o Vendedor aceitará pagamento em Bitcoin, Ethereum ou Ripple.”

Pagando imóveis com Bitcoin no Brasil

No Brasil por exemplo, o site Classificados Bitcoin lista quase 180 anúncios de imóveis e terrenos por todo o território nacional, com aceitação de BTC para pagamento. Há ainda diversos anúncios de veículos.

Em conclusão, é notável que o Bitcoin e as criptomoedas já conquistaram ao menos o seu reconhecimento como uma alternativa a meio de pagamentos tradicionais. Como vantagens, além de se evitar as taxas bancárias, os usuários que optam por pagar em criptomoedas ganham velocidade, transparência e mais segurança ao realizar suas transações.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:

Banco central da Turquia proíbe uso de Bitcoin para pagamentos

O banco central (CBRT) da Turquia proibiu o uso de Bitcoin no país, alegando que as criptomoedas possuem riscos significativos devido a volatilidade, transações...
Dogecoin

Dogecoin dispara 120% e supera marca de R$ 1,50, valorização de 14.555% em um...

A criptomoeda meme Dogecoin acaba de realizar um feito histórico, valorizou 120% em poucos minutos, superou a marca de US $ 0,28 (cerca de...

“Não quero lembrar disso”, político conta que perdeu R$ 142 milhões em Bitcoin

Um político ucraniano compartilhou sua história sobre como perdeu o acesso a uma carteira de Bitcoin com uma grande quantia de moedas. Na entrevista...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias