Confira 3 criptomoedas que podem enganar a todos em 2019

Siga no

Nem sempre as criptomoedas podem trazer valorizações e grandes lucros para os investidores. Quem entrou no mercado antes de 2017 sabe que altos e baixos são fases comuns deste mercado. Por outro lado, investidores tentar se esquivar de projetos que sinalizam grandes perdas, afinal, ninguém quer amargar uma enorme desvalorização em suas aplicações. Confira três criptomoedas que podem ser o grande terror de 2019:

Dragonchain (DRGN)

As apostas eram grandes na Dragonchain (DRGN), que começou 2018 com um ótimo desempenho no mercado. Essa altcoin se valorizou em mais de 80% no início do ano passado e desde então não voltou a brilhar.

Logo após essa subida, a Dragonchain (DRGN) caiu no mercado drasticamente sem demonstrar sinais de recuperação em mais de um ano de mercado. Desse modo, a Dragonchain (DRGN) pode ser uma criptomoeda sem grandes valorizações em 2019, e pode cair ainda mais. Contudo, a volatilidade do mercado pode traçar um caminho diferente para a Dragonchain (DRGN), embora até os investidores mais otimistas esperam pouco dessa criptomoeda.

Tether (USDT)

A Tether (USDT) pode ser a primeira stablecoin a ter uma enorme desvalorização no mercado. Isso porque a controversa Tether (USDT) é apontada como um ativo digital duvidoso. Dentre as várias dúvidas que permeiam essa stablecoin está em sua desenfreada emissão que pode ter acontecido para beneficiar o preço do Bitcoin (BTC) em queda no mercado.

Além disso, rumores apontam que a Tether (USDT) não possui a mesma quantidade da criptomoeda em dólares norte-americanos armazenados. Como a Tether (USDT) é uma stablecoin, essa seria a garantia do ativo digital perante o mercado e sua cotação. Por outro lado, a chegada de novas stablecoins no mercado pode abalar as estruturas da Tether (USDT), que começa a ver uma concorrência de peso sendo erguida por outras criptomoedas de segurança.

Nano (NANO)

Por último e não menos importante vem a Nano (NANO). Essa altcoin foi apontada para ser uma tendência em 2019. Porém, até agora a Nano (NANO) não teve nenhuma grande movimentação no mercado. Isso pode significar que 2019 ser´um ano de marasmo para a Nano (NANO), que não deve guardar grandes surpresas para os seus usuários.

Leia mais sobre:
Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".
Bitcoin em cima de uma pilha de dólares

Polícia Civil encontra Bitcoin em transações de traficantes e milícias

A polícia civil do Rio de Janeiro encontrou Bitcoin em transações financeiras de organizações criminosas (orcrims). A informação é de um jornalista do jornal...

Bilhões estão saindo do ouro e indo para o Bitcoin

Toneladas de ouro foram retiradas dos ETFs enquanto o preço do bitcoin estava subindo ao longo de 2020, mostrando uma correlação impressionante entre os...
UniSwap-arte

Defi chega a um milhão de usuários em todo mundo

As Finanças descentralizadas (DeFI) ultrapassaram um milhão de usuários apenas alguns meses depois de ganhar força em meados deste ano. O mercado cresceu 5...

Últimas notícias

Bilhões estão saindo do ouro e indo para o Bitcoin

Toneladas de ouro foram retiradas dos ETFs enquanto o preço do bitcoin estava subindo ao longo de 2020, mostrando uma correlação impressionante entre os...

Defi chega a um milhão de usuários em todo mundo

As Finanças descentralizadas (DeFI) ultrapassaram um milhão de usuários apenas alguns meses depois de ganhar força em meados deste ano. O mercado cresceu 5...

“Perdi amigos porque vendi Bitcoin”, diz cypherpunk brasileiro

De acordo com Avelino Morganti, um cypherpunk brasileiro, a comunidade bitcoin reagiu mal a sua saída do mercado. Ele relatou que até perdeu amigos...