Corretora de criptomoedas diz que foi hackeada por funcionário e suspende saques

A escala exata das perdas ainda não foi determinada, e a empresa prometeu atualizações futuras assim que a Deloitte LLP concluir sua análise.

A corretora de criptomoedas CatalX anunciou hoje a suspensão de todas as suas operações, incluindo saques de ativos digitais. A decisão vem na sequência de uma “quebra de segurança”, que a empresa diz envolver um de seus funcionários. De acordo com a empresa, o suposto hack resultou em perdas substanciais de fundos dos clientes.

Conforme comunicado da CatalX publicado na manhã desta sexta-feira (29), a gravidade do incidente levou a plataforma a acatar uma ordem de cessação comercial emitida pela Comissão de Valores Mobiliários do Canadá.

Enquanto a investigação está em curso, a empresa suspendeu todos os saques, tanto de criptomoedas quanto de moedas fiduciárias, e paralisou todas as atividades comerciais em sua plataforma.

Em um esforço para entender a extensão total do hack e recuperar o que foi perdido, a CatalX contratou a Deloitte, uma das principais empresas de consultoria do mundo, para auxiliar com serviços investigativos.

A escala exata das perdas ainda não foi determinada, e a empresa prometeu atualizações futuras assim que a Deloitte LLP concluir sua análise.

“A administração suspeita que esta violação de segurança, que pode envolver um funcionário, resultou na perda de uma parte dos ativos detidos pela empresa em nome de seus clientes.”

Corretora de criptomoedas suspende saques

Fundada em 2017 e adquirida pela LiteLink Technologies em 2020, a CatalX havia recebido um financiamento de US$ 2 milhões antes deste incidente, conforme relatado pela CB Insights.

A CVM canadense emitiu uma ordem à Catalyx na semana passada para que ela parasse completamente de vender contratos de criptomoedas e lançaram sua própria investigação sobre a plataforma.

O incidente recente interferiu nas operações regulares de negociação e retirada da plataforma, com ela afirmando que, devido ao hack, “todas os saques de criptomoedas e moedas fiduciárias e todas as atividades de negociação na plataforma foram temporariamente suspensas”.

No site da corretora agora há um banner de aviso informando aos usuários que há “problemas técnicos” com sua plataforma e que notificará os clientes quando os serviços regulares voltarem a funcionar.

A corretora prometeu informar seus clientes sobre descobertas ou desenvolvimentos significativos à medida que a investigação avança. A empresa prevê fornecer atualizações após a conclusão da investigação da Deloitte.

Os usuários da plataforma foram aconselhados a ficar atentos a futuras comunicações sobre a resolução da violação de segurança e a retomada das atividades normais de negociação e retirada.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias