Corretora de criptomoedas é hackeada e congela saques

Corretora já foi uma das maiores da China, quando operações eram permitidas no país.

Hacker roubando criptomoedas
Hacker roubando criptomoedas

Mais uma corretora de criptomoedas foi hackeada e travou os saques e depósitos para seus clientes, após anos de funcionamento. O lamentável episódio é mais um que afeta investidores que não tinham suas moedas em carteiras seguras.

O novo ataque ocorre após uma sequência de problemas em plataformas centralizadas que negociam criptomoedas para investidores.

Além disso, moedas que não eram muito seguras também se revelam problemáticas, como é o caso do ataque cibernético em curso contra o ecossistema Solana.

Em um cenário assim, o recomendável é que investidores se mantenham atentos com seus fundos, que devem estar em carteiras seguras e de preferência sem conexão com a internet.

Corretora de criptomoedas é hackeada, trava saques e diz “Obrigado pela Compreensão”

Fundada em 2013 e se apresentando como uma das maiores corretoras de criptomoedas que já foi lançada da China, a ZB (antiga CHBTC) deixou de operar em seu país natal em 2017, quando a pressão do governo local levou a empresa a ter de sair para o mundo.

Com escritórios em Dubai, Malásia, Cingapura, Austrália, Rússia, Coreia do Sul, Hong Kong, Suíça e Estados Unidos, contudo, a exchange chamou atenção para um possível problema na última terça-feira (2).

Em suas redes sociais, a equipe declarou que problemas em aplicativos levaram a operação a ter de ser travada, seja de saques ou depósitos. Os clientes são alertados a não enviar nenhuma moeda para os endereços da plataforma, indicando que eles podem ter sido comprometidos.

“Devido à falha repentina de alguns aplicativos principais, estamos respondendo a esses problemas. Para manter seus ativos protegidos, suspendemos temporariamente os serviços de Depósito e Retirada enquanto resolvemos o problema. Forneceremos uma atualização assim que concluída.”

A comunidade então acredita que essa é mais uma plataforma alvo de problemas cibernéticos, após graves falhas em operações deste mercado nos últimos dias.

Pelo seu site, a ZB ainda agradeceu os clientes pela compreensão do travamento dos saques, embora o caso não tenha muitas respostas públicas ainda.

Endereços Ethereum de hacker já foram descobertos e sinalizados

Com o ataque hacker da ZB, a comunidade Ethereum já descobriu dois endereços que contém vários milhões de dólares que o responsável pela incursão conseguiu roubar.

Um dos endereços, o “ZBExchange Hacker 1” tem mais de US$ 1 milhão de tokens em sua posse, sendo a maior parte em Dawn e Bitfinex LEO.

O outro endereço, sinalizado como “ZBExchange Hacker 2” é o que detém mais valor, com 2.224 Ethers neste, avaliados em US$ 3,6 milhões. Ou seja, ao todo, o hacker levou da corretora ZB quase R$ 25 milhões, que agora são monitorados pela comunidade mundial.

Após o problema ser detectado, a criptomoeda da corretora ZB Token perdeu valor de mercado, com os investidores acompanhando o caso com atenção.

ZB Token, criptomoeda da corretora hackeada desvaloriza
ZB Token, criptomoeda da corretora hackeada desvaloriza. Fonte: CoinMarketCap.

A corretora prometeu dar mais detalhes sobre o caso em breve.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias