Criador da Dogecoin diz que maioria das pessoas que compram criptos são idiotas

Muitas pessoas compram criptomoedas sem estudar o suficiente e sem entender o real propósito daquilo que estão investindo.

Siga no
Jumentos. Imagem: Adobe Stock
Jumentos. Imagem: Adobe Stock

Billy Markus, um dos criadores da criptomoeda meme Dogecoin, disse no Twitter que a maioria esmagadora das pessoas que compram criptomoedas não passam de idiotas. O comentário polêmico foi feito em seu perfil do Twitter em um post onde ele perguntava seus seguidores por que o preço do Bitcoin estava caindo nos últimos dias, apesar de a moeda ter um suprimento fixo.

Em outras palavras, ele criticou o Bitcoin e questionou se a natureza deflacionária da moeda digital não “deveria” dar valor ao ativo, já que a Dogecoin é sempre criticada por ter um suprimento infinito.

Ele então estendeu a critica a todas criptomoedas, e entre as respostas recebidas estava uma de Ben Royce, que sugeriu que por trás da alta nos preços das criptomoedas está a chamada “Teoria do tolo maior”, ou seja, que os preços só aumentam porque existem outros idiotas dispostos a pagar cada vez mais caro.

Markus concordou, ele disse que 99,99% das compras de criptomoedas são feitas de acordo com a dinâmica da teoria do tolo maior – que basicamente significa que uma pessoa só compra uma moeda porque quer vender mais caro para outro amanhã.

“Eu concordo com a teoria do maior tolo que impulsiona a maioria dos preços das criptomoedas, mas honestamente estou me perguntando qual porcentagem você acha que qualquer cripto é comprada em comparação à teoria do tolo maior. Do meu ponto de vista, é 99,99%.”

A teoria do tolo maior

Em resumo, a teoria do tolo maior aplicada em investimentos se refere à compra irracional de um ativo a preços absurdamente caros, na esperança de que haja outro idiota, um idiota maior, que vai pagar mais a você do que você pagou e mais tarde ele vai tentar encontrar outro idiota para pagar a ele mais do que ele pagou a você.

Entendeu?

Foi isso que aconteceu durante a mania das tulipas no século XVII. Aconteceu também mais recentemente durante o boom imobiliário e o colapso, em 2008.

Lembre-se de como todos estavam dispostos a comprar e vender casas para obter lucros, pagando preços exorbitantes por casas nas quais não tinham condições de pagar, mas esperava que outra pessoa a comprasse por um preço mais alto.

Esses são exemplos perfeitos de tolo maior.

No caso das criptomoedas, apesar de o comentário do criador da Dogecoin ser duro, tem um percentual de verdade.

Muitas pessoas compram criptomoedas sem estudar o suficiente e sem entender o real propósito daquilo que estão investindo.

Uma grande parte das pessoas compram criptomoedas com o objetivo único de vende-las mais tarde por um preço mais caro, não para usa-las como uma forma de liberdade econômica.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Hashdex e XP Seguros lançam previdência internacional em criptomoedas

A Hashdex, empresa gestora de moedas digitais no Brasil, com a XP Seguros, braço de investimentos da XP Inc., lançam nesta terça-feira (22) uma...
Celular com Dogecoin e Computador também atualização

Atualização da Dogecoin é acompanhada de perto por Elon Musk

O bilionário Elon Musk está acompanhando uma atualização da Dogecoin que será testada na próxima quarta-feira (23). Para o CEO da Tesla, a nova...
GPUs. Imagem: ShutterStock

Após China banir mineração de criptomoedas, placas de vídeo começam baratear

A batalha das autoridades chinesas contra os mineradores de criptomoedas levou não apenas a queda nos preços dos ativos digitais, mas também a uma...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias