Criptomoeda do Telegram se valoriza em 200% antes mesmo de chegar no mercado

Empresa anunciou pré-venda da Gram em uma exchange japonesa sem que o Telegram soubesse.

-

Siga no
Gram do Telegram sobe 200% antes de ser lançada
Anúncio

A criptomoeda do Telegram vive um momento de grande especulação no mercado. Após passar por sua fase de ICO, a Gram deverá ser lançada em breve. Mas, antes que a criptomoeda seja lançada, uma oferta fez o preço da Gram explodir no mercado em mais de 200%.

Grandes empresas como o Telegram anunciaram recentemente sua adesão ao mercado de criptomoedas. O aplicativo de conversação sai na frente do WhatsApp, que pertence ao Facebook no que diz respeito ao lançamento da própria criptomoeda. Como a Gran já passou por uma fase inicial de financiamento, o projeto pode chegar ao mercado primeiro que a Libra.

Gram chegará primeiro que a Libra no mercado de criptomoedas

Investidores compraram Gram em fase de financiamento (ICO)

Anúncio

No final de 2018 o Telegram anunciou o projeto de sua própria criptomoeda. O aplicativo realizou então uma fase de financiamentos, conhecida como Oferta Inicial de Moeda (ICO em sua sigla em inglês). Durante esta rodada de financiamento, o preço de cada unidade da Gram estava sendo cotado por volta de US$ 1,33.

Quem decidiu investir na Gram do Instagram em sua fase de financiamento deverá aguardar até o lançamento oficial da criptomoeda. A previsão é de que a criptomoeda seja lançada ainda em 2019. Porém, antes do lançamento da Gram, um anúncio foi realizado sobre uma possível pré-venda da criptomoeda no mercado.

A Gram conseguiu captar cerca de US$ 1,7 bilhão em duas rodadas de investimentos. A última aconteceu em março de 2018 e o aplicativo conseguiu arrecadar US$ 850 milhões somente nesta rodada de investimento. A previsão de alguns analistas é de que a Gram chegue ao mercado sendo cotada entre cerca de US$ 2 a US$ 8.

Gram do Telegram viu preço aumentar em 200%

Antes mesmo de ser lançada oficialmente, a Gram viu seu preço decolar no mercado de criptomoedas. O movimento aconteceu após uma empresa decidir vender sua participação na Gram. Desse modo, uma pré-venda poderia marcar a entrada da criptomoeda do Telegram no mercado.

A Gram Asia investiu na criptomoeda do Telegram em sua fase de financiamento. Embora a Gram não tenha sido lançada oficialmente, a empresa supostamente possui títulos que conferem milhares de unidades de Gram. E será através deste investimento inicial que a criptomoeda poderá ser ofertada no mercado antes mesmo de seu lançamento.

O anúncio mostra que o preço da Gram será negociado 200% a mais do que a cotação durante a (ICO) da criptomoeda. Sendo assim, a Gram Asia estabeleceu o preço de US$ 4 por cada unidade da Gram comercializada. Por outro lado, a empresa pagou cerca de US$ 1,33 em 2018, momento em que a (ICO) da Gram do Telegram aconteceu.

De acordo com o anúncio da empresa, a Gram seria comercializada em breve no mercado de criptomoedas. Essa comercialização deverá acontecer através da Liquid, uma exchange japonesa.

Aplicativo de mensagens contesta negociação da Gram

O anúncio da Gram Asia revela que a Gram deveria começar a ser comercializada na Liquid. De acordo com a publicação, a venda está prevista para começar na próxima quarta-feira (10). Neste dia, a Gram poderá ser comprada na exchange japonesa, segundo a Gram Asia. Porém, de acordo com o Telegram, essa venda ainda não está autorizada.

Sem o lançamento oficial da Gram, a empresa Gram Asia poderá enfrentar dificuldades para negociar a criptomoeda em uma exchange. O aplicativo de mensagens teria informado que não existe qualquer tipo de ligação da empresa com o negócio que está sendo oferecido.

Com mais de 200 milhões de usuários, o Telegram espera que sua criptomoeda seja amplamente utilizada no aplicativo. Além disso, a proposta da empresa é que a Gram seja lançada antes que a Libra no mercado. Sendo assim, a criptomoeda do Telegram sairia na frente.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".

Leia mais

Rede social Twitter e Bitcoin (Blockchain)

Blockchain é o futuro do Twitter, afirma Jack Dorsey

O CEO do Twitter, Jack Dorsey, participou nessa sexta-feira (25) do Oslo Freedom Forum 2020. Durante a conversa, Jack deixou claro que a tecnologia...
DeFi pode ser scam?

DeFi Leaks denuncia golpe, investidor pode ter perdido 10 mil DAI

Uma pessoa que detinha pelo menos 10 mil moedas DAI pode ter perdido tudo. Depois que um novo golpe foi denunciado pelo DeFi Leaks,...
Corretora de Bitcoin e criptomoedas Binance

Site da Binance é banido na Rússia

Nesta última quinta-feira, 24, o site da Binance (maior corretora de criptomoedas do mundo) foi bloqueado e colocado na em uma lista negra da...

Últimas notícias

DeFi Leaks denuncia golpe, investidor pode ter perdido 10 mil DAI

Uma pessoa que detinha pelo menos 10 mil moedas DAI pode ter perdido tudo. Depois que um novo golpe foi denunciado pelo DeFi Leaks,...

Site da Binance é banido na Rússia

Nesta última quinta-feira, 24, o site da Binance (maior corretora de criptomoedas do mundo) foi bloqueado e colocado na em uma lista negra da...

Spotify, Epic Games e Tinder se unem contra Apple

Um grupo de empresas está se reunindo contra a App Store, pois sua política tem sido considerada injusta. Dessa forma, empresas como Spotify, Tinder...