“Criptomoedas são inúteis” diz criptógrafo de Harvard

-

Siga no
Anúncio

Criptomoedas são inúteis para qualquer pessoa que não seja de grupos nefandos ou indivíduos que tentam movimentar dinheiro sem serem notados pelo governo. Esta é a opinião de vanguarda do criptógrafo e pesquisador de tecnologia da Universidade de Harvard, Bruce Schneier.

Citando uma série de pontos de discussão regularmente desacreditados, Schneier acredita que os objetivos do Bitcoin de acordo com seu whitepaper original foram derrotados pela realidade de sua implantação, o que significa que além de ser operacionalmente difícil e arriscado, também falha em entregar sua premissa básica, que essencialmente o torna inútil.

Anúncio

Escrevendo na Wired, Schneier cita a questão da confiança como o maior exemplo de falha básica da criptomoeda. Segundo ele, enquanto o bitcoin foi criado para fornecer uma base para transações eletrônicas sem depender de confiança, um olhar crítico sobre a arquitetura da tecnologia blockchain vai mostrar que não pode funcionar sem confiança – que derrota o propósito de ter um sistema descentralizado.

Os usuários de criptomoedas precisam confiar que os mineradores estão seguindo as sequências corretas para minerar os bitcoins e então acreditar que o sistema não irá falhar, resultando em perdas monetárias. Na verdade, ele diz, que tudo o que o bitcoin fez foi tirar a confiança dos humanos e colocá-la em tecnologia cuja segurança também não é garantida.

Expandindo ainda mais sobre este ponto, ele diz:

“Se a sua corretora de bitcoins for hackeada, você perde todo o seu dinheiro. Se a sua carteira de bitcoins for invadida, você perderá todo o seu dinheiro. Se você esquecer suas credenciais de login, perderá todo o seu dinheiro. Se houver um bug no código do seu contrato inteligente, você perderá todo o seu dinheiro. Se alguém hackear com êxito a segurança da blockchain, você perderá todo o seu dinheiro. De muitas maneiras, confiar na tecnologia é mais difícil do que confiar nas pessoas. Você prefere confiar em um sistema jurídico humano ou nos detalhes de algum código de computador que você não tem o conhecimento para auditar? ”

Embora as outras críticas possam ter tido alguma precisão técnica, Schneier também cita o argumento banal de “utilização de criptomoedas – grande quantidade de energia ” para sustentar sua crença de que as criptomoedas são inúteis. Segundo ele – você certamente nunca ouviu isso antes – constitui um grande risco ambiental devido à quantidade de energia que consome.

Schneier argumenta que os custos de transações de bitcoin, como taxas de processamento, estão ocultas, ao contrário dos custos de operações bancárias, que podem ser facilmente calculadas. Onde ele tem a impressão de que as taxas de transação de criptomoedas estão escondidas, ninguém sabe a essa altura, mas certamente faz um bom – se impreciso – ponto de discussão.

Ele também diz que sistemas automatizados não podem ser totalmente confiáveis ​​e que a intervenção humana sempre será melhor, acrescentando que a tecnologia blockchain é apenas teoricamente sem confiança. Ele diz que os usuários de criptomoedas ainda precisam confiar em exchanges e carteiras de criptomoedas quando negociam ou fazem transações. Não é de surpreender que nenhuma menção seja feita a exchanges descentralizadas, que aparentemente não são bons pontos de discussão para o propósito da polêmica de Schneier.

Schneier afirma também que a imutabilidade da blockchain é um problema porque, no caso de um erro, “todas as suas economias poderiam ter desaparecido”. Em sua opinião, as criptomoedas são inerentemente inúteis e não necessárias.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, aprendiz e entusiasta de criptomoedas e blockchain. Sugestão de pauta: [email protected]

Leia mais

ONU (Nações Unidas, Blockchain e Bitcoin)

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...
Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...

Últimas notícias

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...

Primeira exchange a listar a brasileira Hathor HTR

A tecnologia brasileira da blockchain Hathor vem chamando cada vez mais atenção da comunidade global e já entrou nos Estados Unidos e na Ásia,...