Criptomoedas são fantasia de pessoas fáceis de serem ludibriadas, diz Luiz Barsi

"Warren Buffett brasileiro", Barsi diz que o momento do mercado em queda é propício para revisar estratégias e estudar os fundamentos de investimentos.

Luiz Barsi Reprodução: Exame Invest bitcoin e criptomoedas
Luiz Barsi. Reprodução: Exame Invest

De acordo com Luiz Barsi, as criptomoedas são uma fantasia e seus investidores são pessoas fáceis de serem ludibriadas. Conhecido como “Warren Buffett brasileiro, o mega investidor segue firme em sua opinião negativa sobre o bitcoin.

Como pessoa física, o foco dos investimentos de Luiz Barsi é em gerar receita com dividendos, estratégia que não abre mão.

Por conta disso, em 2021 encerrou suas participações de mercado na Itausa, Itaú e Bradesco, afirmando que as ações dessas empresas deram esmola, e não dividendos como ele acredita ser interessante.

Luiz Barsi volta a atacar: “criptomoedas são fantasia de pessoas fáceis de serem ludibriadas”

Com R$ 4 bilhões de patrimônio estimado e um dos investidores de maior sucesso na bolsa brasileira, Luiz Barsi deu uma entrevista recente para a Reuters sobre seu pensamento do mercado atual.

De acordo com Barsi, seu perfil de investimentos mudou muito desde o início de 2022, sendo que muitos de seus objetivos para o ano já foram alcançados. Como a cotação de ações também mudaram muito, ele revisou suas estratégias para se ajustar às condições do mercado.

Dessa forma, Barsi disse que segue comprando ativos que façam sentido, com um ritmo mais controlado.

Mas Luiz Barsi segue fora das criptomoedas, que chamou de um cenário de fantasia em sua entrevista. Conforme se mantém firme em sua posição contra essas moedas digitais, o mega investidor brasileiro disse que as pessoas que compram criptomoedas são fáceis de serem ludibriadas e visam apenas lucros rápidos.

“Criptomoeda não tem base, é uma fantasia. O cara que investe em criptomoedas quer lucro rápido e fácil, coisa que não existe na realidade. É um cidadão fácil de ser ludibriado, que gosta de fantasia”.

Com sua opinião ácida sobre as criptomoedas, Barsi lembra que a queda das ações é um momento para estudar fundamentos e revisar estratégias. Para isso, Barsi dará aulas em um MBA online que mostrará sua estratégia, projeto com sua filha Louise Barsi e o Grupo Primo como parceiros.

Não gosta da comparação com Warren Buffett

Ao ser questionado sobre as comparações com Warren Buffett, Luiz Barsi diz não gostar muito, até porque eles têm conceitos diferentes.

Um deles é a forma de lidar com ações no mercado financeiro, uma vez que Buffett usa sua empresa para fazer isso, a Berkshire Hathaway. Já o brasileiro negocia no mercado diretamente e gosta de ter controle de suas posições.

Outra diferença tem relação com o plano sucessório dos bilionários. De acordo com Barsi, ele deve deixar seu dinheiro para que os filhos dividam o valor, enquanto o norte-americano prometeu doar 99% para causas sociais em vida.

Mesmo assim, eles têm em comum um sentimento avesso às criptomoedas, visto que nenhum dos dois gosta deste setor e atacam com frequência a prática de comprar Bitcoin, por exemplo.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias