Crypto.com trava saques após atividades suspeitas

Problema em grande corretora do mercado lembra os cuidados com custódia.

Lupa de olho em sistema de autenticação da corretora Crypto.com
Lupa de olho em sistema de autenticação da corretora Crypto.com

A  Crypto.com, que é uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo,  travou saques de seus clientes nesta segunda-feira (17), após atividades suspeitas serem identificadas.

Em um anúncio pelas redes sociais, a empresa alegou que alguns clientes estavam com problemas em suas contas. Apesar desse anúncio ainda na madrugada, o comunicado afirmava que os fundos estavam protegidos.

“Temos um pequeno número de usuários relatando atividades suspeitas em suas contas. Vamos pausar os saques em breve, pois nossa equipe está investigando. Todos os fundos estão seguros.”

Corretora de criptomoedas travou saques e exige que seus clientes refaçam suas autenticações de dois fatores

Ainda sem muita explicação sobre o que aconteceu em seus sistemas, a Crypto.com enviou uma mensagem informando que os saques foram travados para todos os clientes.

Chama atenção para o pedido inusitado da corretora para seus clientes, que devem entrar em suas contas e refazer seus códigos de autenticação de dois fatores. Ou seja, é possível que o site tenha passado por algum problema de segurança.

Apesar disso, a corretora negou que tenha tido qualquer problema com seus fundos. A empresa informou que está agindo com cautela com seus usuários e que a segurança é prioridade.

Além disso, será lançada uma atualização de urgência para garantir uma proteção extra nas contas dos clientes. Assim, todos terão que esperar essa para conseguir sacar novamente, com os saques atualmente interrompidos.

“Esta atualização será lançada aos usuários progressivamente nas próximas horas. Depois de concluídos, os saques serão reativados. Entendemos que isso pode ser um inconveniente, mas a segurança vem em primeiro lugar.”.

Grande presença no mercado

No último ano a Crypto.com aumentou consideravelmente sua atuação. Para isso, foi feita uma grande movimentação no marketing da empresa, que hoje patrocina a Fórmula 1 e até leva seu nome em uma arena de esportes.

Chama atenção que essa corretora, assim como outras, também tem uma criptomoeda própria lançada em 2021. A Cripto.com Coin (CRO), que hoje custa R$ 2,50 cada, acabou caindo 3,4% com os saques da corretora travados, ocupando a posição 18 do market cap.

Apesar da queda dessa moeda, não está claro se ele acompanha o movimento de desvalorização do mercado, com o Bitcoin caindo 1,7% nas últimas 24 horas, ou se essa desvalorização está ligada ao problema vivido pela corretora.

De qualquer forma, o mercado aguarda por maiores explicações sobre o possível incidente cibernético que ligou o alerta e travou saques na corretora que hoje concorre com a Binance e FTX.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias