“Cryptokicks”: Nike registra patente com nome de criptomoeda

Empresa pode estar investindo em própria criptomoeda para ser lançada no mercado.

Siga no

A gigante marca de artigos esportivos Nike registrou uma marca que parece o nome de uma criptomoeda. Com o nome, a empresa poderá estar apostando em lançar seu próprio ativo digital no mercado. O registro aconteceu nos Estados Unidos, através do Escritório de Patentes e Marcas Comerciais (USPTO em sua sigla em inglês).

Várias empresas apostam em criar sua própria criptomoeda. Com a expansão do mercado de criptomoedas acontecendo de forma inevitável, grandes negócios estão voltando suas atividades para o negócio emergente. De aplicativos de conversação, como o Telegram a times de futebol, como o Avaí, várias organizações criaram sua própria criptomoeda.

Empresa registrou marca com dados sobre criptomoedas

A Nike poderia ser o próximo grande nome a anunciar uma criptomoeda no mercado. Rumores indicam que o registro do nome “Cryptokicks” esteja ligado ao lançamento de um ativo digital. Os dados encontrados no nome registrado junto ao (USPTO) indicam que a empresa estaria trabalhando em um projeto voltado ao mercado de criptomoedas.

Na página do site do USPTO em que o termo “Cryptokicks” está registrado, constam diversas informações sobre o projeto. Grande parte dos dados está relacionado às criptomoedas. O registro chega a mencionar ainda o termo “serviços financeiros e moeda digital”.

Empresa quer plataforma com vários serviços integrados

O projeto deverá ser voltado também para o fornecimento de uma carteira digital. No registro da Nike a empresa menciona essa especificação, além de citar câmbio de moedas e operações ligadas à transações de ativos digitais.

A Nike parece apostar em um projeto integrado, que poderá ligar a marca com a adoção de uma criptomoeda. Na descrição do projeto a empresa menciona o que poderia ser até uma exchange própria. Além disso, a Nike estaria trabalhando em um site para a promoção de criptomoedas.

Essa plataforma promete trazer diversos serviços como a venda de itens da marca Nike, além de ser um espaço para interação entre usuários. Sendo assim, a empresa planeja que até bate-papo esteja disponível nesta plataforma, que poderá ser utilizada para o lançamento da possível criptomoeda da Nike.

Leia mais sobre:
Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".
Bitcoin em cima de uma pilha de dólares

Polícia Civil encontra Bitcoin em transações de traficantes e milícias

A polícia civil do Rio de Janeiro encontrou Bitcoin em transações financeiras de organizações criminosas (orcrims). A informação é de um jornalista do jornal...

Bilhões estão saindo do ouro e indo para o Bitcoin

Toneladas de ouro foram retiradas dos ETFs enquanto o preço do bitcoin estava subindo ao longo de 2020, mostrando uma correlação impressionante entre os...
UniSwap-arte

Defi chega a um milhão de usuários em todo mundo

As Finanças descentralizadas (DeFI) ultrapassaram um milhão de usuários apenas alguns meses depois de ganhar força em meados deste ano. O mercado cresceu 5...

Últimas notícias

Bilhões estão saindo do ouro e indo para o Bitcoin

Toneladas de ouro foram retiradas dos ETFs enquanto o preço do bitcoin estava subindo ao longo de 2020, mostrando uma correlação impressionante entre os...

Defi chega a um milhão de usuários em todo mundo

As Finanças descentralizadas (DeFI) ultrapassaram um milhão de usuários apenas alguns meses depois de ganhar força em meados deste ano. O mercado cresceu 5...

“Perdi amigos porque vendi Bitcoin”, diz cypherpunk brasileiro

De acordo com Avelino Morganti, um cypherpunk brasileiro, a comunidade bitcoin reagiu mal a sua saída do mercado. Ele relatou que até perdeu amigos...