CVM rejeita acordo com GBB, grupo do “Rei do Bitcoin”

Comissão de Valores Mobiliários não concorda

Siga no
Dono do Grupo Bitcoin Banco (GBB), Claudio Oliveira
Dono do Grupo Bitcoin Banco, Claudio Oliveira Imagem: Reprodução/YouTube

A Comissão de Valores Mobiliários, popular CVM, é no Brasil a responsável pela fiscalização de investimentos. Ao julgar um Termo de Compromisso do GBB, a CVM optou por rejeitar o acordo com o grupo de empresas do “Rei do Bitcoin”, Cláudio Oliveira.

Com atrasos nos saques desde 2019, os clientes que acreditaram no grupo continuam em busca de soluções. Na justiça, correm inúmeros processos contra o Grupo Bitcoin Banco, que tem como sócios e administradores Claudio José de Oliveira e Johnny Pablo Santos.

A operação ficou famosa no Brasil, com o Bitcoin Banco possibilitando ganhos com arbitragens infinitas entre várias corretoras de criptomoedas pertencentes ao grupo. Além disso, ao participar de eventos na comunidade de Bitcoin, Claudio Oliveira teria passado a imagem de ser uma pessoa honesta para os clientes.

O GBB segue investigado até pela Polícia Federal hoje, a pedido de uma juíza, que teria apontado que existe uma fraude sofisticada envolta nesse caso.

Em mais uma derrota, CVM rejeita um acordo com o GBB, grupo do presumido “Rei do Bitcoin”

O Grupo Bitcoin Banco foi uma empresa que recebeu certo destaque na comunidade de criptomoedas brasileira. Certamente, com possibilidades ímpares, o negócio ostentava em luxuosos eventos e captava brasileiros para investimentos nas suas plataformas.

A promessa de rentabilizar infinitamente o dinheiro foi um dos atrativos utilizados pelo grupo, que captou milhões de reais dos investidores. Os clientes acreditavam ser possível comprar Bitcoin em uma plataforma do GBB barato, e vender em outra mais caro, prática conhecida como arbitragem. Contudo, no Grupo Bitcoin Banco, essa “janela da riqueza” não se encerrava, ou seja, era eterna, enquanto durou.

Após um alegado ataque hacker, os bitcoins dos clientes teriam sido roubados e o GBB bloqueou saques pendentes. Desde então, poucos clientes conseguiram sacar seus Bitcoins dessas plataformas, recorrendo ao judiciário para buscar soluções.

O caso vem se arrastando a meses, com o Grupo Bitcoin Banco chegando até a pedir recuperação judicial. A justiça aceitou, mas não foi uma decisão tão importante assim para a Comissão de Valores Mobiliários.

A CVM publicou nesta quarta-feita (12), o parecer do qual rejeita um acordo com o GBB. De acordo com a CVM, a empresa não demonstrou indícios que parou a captação de brasileiros nas plataformas e nem mostrou vontade em honrar compromissos com os investidores lesados.

A decisão do colegiado da CVM tomou como base um parecer da PFE, enviado ao CTC, órgãos da autarquia. Dessa forma, a rejeição do acordo coloca o Grupo Bitcoin Banco como uma empresa irregular, devendo seus sócios serem responsabilizados.

A Procuradoria Federal Especializada junto à Autarquia (PFE-CVM) concluiu haver impedimento jurídico para realizar o acordo, devido ao fato de não haver comprovação do término da conduta nem qualquer proposta de indenização dos prejuízos causados aos investidores.

Leia na íntegra o parecer do comitê de termo de compromisso aqui nesse link.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Por que investidores em Bitcoin tremem no mês de março

Assim como Wall Street tem medo dos meses de outubro devido as recorrentes quedas das ações no mercado, a curta história das criptomoedas nos diz...

Kings of Leon lança novo álbum como criptomoeda NFT

De acordo com a revista RollingStone, a banda americana Kings of Leon lançará seu novo álbum When You See Yourself como um token não...

Terceira fase da Operação Egypto mira investigados da Indeal e prende cinco pessoas

O caso Indeal ganhou desdobramentos nesta quarta-feira (3) com uma nova fase da Operação Egypto, denominada Fractais, deflagrada pela Polícia Federal. Foi nessa mesma...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

Kings of Leon lança novo álbum como criptomoeda NFT

De acordo com a revista RollingStone, a banda americana Kings of Leon lançará seu novo álbum When You See Yourself como um token não...

Terceira fase da Operação Egypto mira investigados da Indeal e prende cinco pessoas

O caso Indeal ganhou desdobramentos nesta quarta-feira (3) com uma nova fase da Operação Egypto, denominada Fractais, deflagrada pela Polícia Federal. Foi nessa mesma...

Investir em criptomoedas não é prudente e pode causar perdas devastadoras, diz procuradora-geral de Nova York

A procuradora-geral de Nova York, Letitia James, fez um alerta sobre os "riscos extremos" de se investir em criptomoedas e alertou os profissionais da...

Coluna do TradingView: Moedas parecem ter encontrado fundo. BTC já performa mais de 15% na semana.

Feliz semana que as criptomoedas parecem ter achado o fundo da correção. Muitas moedas já viraram candles positivos, mas o Bitcoin lidera com retomada...

Netflix deve ser a próxima a investir em Bitcoin, diz Tim Draper

Tim Draper, um dos maiores bilionários em Bitcoin do mundo, investidor veterano do mercado e empresário americano, disse acreditar que a Netflix pode ser...