Empresa usa blockchain para reciclar produtos em São Paulo

-

Siga no
Anúncio

Com ajuda da tecnologia blockchain para garantir a rastreabilidade dos produtos que a empresa recicla, a startup Molécoola que ajudar a transformar a realidade econômicas de milhares de pessoas em todo o Brasil, inicialmente, em São Paulo, local onde a companhia esta realizando os primeiros testes de sua solução.

Segundo o  Relatório do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) o Brasil perde R$ 8 bilhões anuais por não destinar os resíduos passíveis à reciclagem encaminhados para aterros e lixões do País, e é justamente nesta área que a Molécoola atua

Criada pelo empreendedor Jobim Roessler em 2017, a empresa engaja a população por meio de um programa de fidelidade, no qual as pessoas podem trocar materiais recicláveis por pontos, que são convertidos em produtos e serviços.

Anúncio

Segundo o Estadão, a  partir daí, a solução otimiza a logística reversa de recicláveis pós-consumo, recebendo-os e destinando-os adequadamente, cumprindo a Política Nacional de Resíduos Sólidos e, de acordo com Roessler, a ideia para o negócio surgiu da experiência do empreendedor em uma empresa da área de resíduos industriais.

A Molécoola esta hoje no Shopping Center Norte, Shopping Jardim Sul, Makro Lapa, Interlagos e Vila Maria, Shopping Metrô Tucuruvi, Maxxi Taboão da Serra, Leroy Merlin Morumbi, Parque Vicentina Aranha (São José dos Campos) e Jaguariúna – e deve inaugurar, neste semestre, mais 30 unidades na região da Grande São Paulo, indo até 150 km de distância da capital.

A ideia é simples, o consumidor é incentivado a levar as embalagens até a loja mais próxima e recebe uma pontuação por isso. O produto coletado é encaminhado para grandes empresas de reciclagem e usa uma solução em blockchain para garantir 100% de rastreabilidade do produto.

“Os operadores que atendem os clientes nos contêineres são treinados como educadores ambientais. Ensinamos como atender, como falar e como negar o material inapropriado e orientar os consumidores”, afirma o empreendedor que destaca também que eles fometam a atuação desse microempreendedor de baixa renda, que se torna um operador capacitado e orientado para gerir a operação da loja.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Carvão e tecnologia blockchain

Minas Gerais lança projeto blockchain para controle de carvão

O carvão é considerado um dos principais recursos naturais para obtenção de energia no mundo. Dessa forma, um dos estados que o produz no...
Chimarrão, cultura do Rio Grande do Sul RS

Rio Grande do Sul lança edital para estimular a economia

O PIB do Rio Grande do Sul é um dos maiores do Brasil e o estado acaba de lançar um edital para startups, que...
Logo do LinkedIn (blockchain e Bitcoin)

LinkedIn elege Blockchain a habilidade profissional mais requisitada em 2020

O ano de 2020 reserva desafios para os profissionais de vários setores, principalmente aqueles que buscam recolocação. Dessa forma, o LinkedIn fez um estudo...

Últimas notícias

Investidores se confundem e compram criptomoeda errada que valoriza 500.000% com confusão

Recentemente o projeto Uniswap (UNI) tem ganhado muito a atenção dos investidores, principalmente após ter sido listado na Coinbase, a maior corretora de bitcoin...

Grupo de hackers atacavam gamers para roubar Bitcoin

Um grupo de hackers baseado na China atacavam vários gamers em um elaborado plano. As autoridades que investigavam o grupo aponta que há anos...

Doações de Bitcoin começam a chegar para combater queimadas no Pantanal

Algumas doações em Bitcoin começam a chegar para apoiar o combate às queimadas no Pantanal. O dinheiro está sendo arrecadado em uma campanha pela...