Ex-jogador na NBA acusado de golpe envolvendo Bitcoin

Siga no
Bitcoin e Dólar
Bitcoin e Dólar

Isaac Edward Austin, ex-jogador de basquete da NBA que se aposentou em 2004, está sendo acusado de dar um golpe em uma empresa de Gana. De acordo com as informações sobre o caso, ele está sendo acusado de tirar uma quantia equivalente a 825 mil dólares da companhia, com a desculpa de que iria investir em duas companhias que realizariam investimentos automáticos de Bitcoin, a IEA e a Tudor Trust.

O golpe aplicado por Isaac

De acordo com os representantes da companhia, o ex-jogador os convenceu de transferir pelo menos 75 criptomoedas para ele. Na época do ocorrido, o valor do Bitcoin estava em 11 mil dólares. Segundo a empresa, após destinar a quantia para Isaac, ele não a repassou para o programa, o que fez com que não cumprisse a promessa e ficasse com o montante para si.

No depoimento que deram, as vítimas ressaltaram que no dia combinado para receber o retorno de seus investimentos, o ex-atleta mentiu para a empresa, alegando que o dinheiro não pode ser destinado para o devido fim. De acordo com a companhia, por semanas ininterruptas Isaac foi dando desculpas sobre o porquê da transação ainda não ter sido concluída, até o momento em que foi descoberto que ele já havia desembolsado a quantia.

O desenrolar do caso

Depois de realizar diversas tentativas para contatar Austin, a companhia não teve sucesso em falar com o ex-jogador. Agora, a empresa tem tentado recuperar os investimentos que fez, além de divulgar o golpe em que caiu para outros locais que trabalham com Bitcoin. Esta não é a primeira vez em que uma empresa que atua por meio de criptomoedas passa por esta situação.

Neste ano, um homem de Jersey, nos EUA, deu o equivalente a 1 milhão e 500 mil dólares para um suposto negociador, que iria aplicar a quantia no mercado de BTC. Entretanto, este dinheiro nunca foi revertido para o criptomercado, o que o fez perder todas as suas economias. Este é mais um exemplo de como este tipo de golpe está cada vez mais presente na atualidade.

Os próximos passos desta história

A companhia afirma que irá tomar as medidas cabíveis contra Austin, para que ele devolva a quantia que retirou do local. De acordo com o comunicado da empresa, foi dado um último prazo para que ele devolva o dinheiro em até 48 horas. Se isto não acontecer, um processo legal será movido contra ele para que responda por suas ações juridicamente.

Até o momento, Isaac não se pronunciou sobre o assunto. Assim sendo, a companhia afirma que estará pronta para levar o caso aos tribunais assim que o prazo que deu para ele acabar. Há uma grande expectativa com relação ao que irá acontecer em seguida para todos os envolvidos.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".
Criptomoedas Bitcoin e Ethereum

Aceleradora de franquias começa aceitar Bitcoin e Ethereum como pagamento

A aceleradora de franquias 300 Franchising agora aceita Bitcoin e Ethereum como meio de pagamento. Com a chegada da empresa, o cenário no Brasil...
Mão segurando Bitcoin em pilha de moedas

‘Barão do Bitcoin’ fará workshop sobre criptomoedas

Com o desempenho do Bitcoin ao longo dos anos muita gente passou a ter interesse na possibilidade de investir na criptomoeda, mas por onde...
BLOCKCHAIN

Entidade ligada ao Conselho Federal de Engenharia contrata serviço em Blockchain por R$ 1,63...

A Mútua de Assistência dos profissionais do CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia) contratou por R$ 1.634.000,00 a empresa Ágile Corporation para fornecer...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias