FAPEG quer empresa de blockchain para avaliação técnica

Estado de Goiás tem muitos projetos de inovação esperando por uma empresa avaliadora.

Siga no
Bandeira do Brasil e do Estado de Goiás
Bandeira do Brasil e do Estado de Goiás

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG), quer contratar uma empresa especializada em tecnologia blockchain para uma avaliação técnica.

Criada pelo estado de Goiás, pela Lei n.º 15.472/2005, a FAPEG atua nas “atividades de pesquisa científica, tecnológica e de inovação que possam contribuir para o desenvolvimento sócio-econômico e cultural“.

Assim, mais de 2 mil pesquisas feitas em conjunto com a fundação aguardam para serem avaliadas por empresas especializadas em várias tecnologias.

No DOU desta segunda-feira (19), é possível ver que a FAPEG quer contratar uma empresa para prestação de serviços de avaliação técnica especializada, de até 2.600 propostas de projetos de inovação. Além de avaliação em blockchain, a empresa deve entender de automação, big data, biotecnologia e genética, entre outras áreas temáticas mais.

A licitação afirma que essa necessidade envolve o Plano de Trabalho do Projeto Centelha Goiás 02. Para efetuar a contratação, foi estipulado que o menor preço global será contratado pela FAPEG.

As empresas interessadas em participar dessa licitação pública deverão ingressar no processo no dia 30 de julho, com abertura às 9 horas de Brasília.

Diário Oficial da União em 19 de julho de 2021
Diário Oficial da União em 19 de julho de 2021/Reprodução

O caso mostra que no Brasil a tecnologia blockchain ganha cada vez mais adoção, seja por empresas ou mesmo no setor público. E essa aderência a tecnologia foi impulsionada no último ano, quando a Blockchain passou a ser legalmente aceita como uma tecnologia no Brasil, como uma estratégia do Governo Digital.

O Decreto n.º 10.332, de 28 de abril de 2020, por exemplo, reconhece a blockchain como uma estratégia de governança de dados. Entre suas vantagens na inovação estão a transparência, imutabilidade dos dados e o uso dos contratos inteligentes.

Vale o destaque que a FAPEG, com sede em Goiânia, não deu muitos detalhes sobre os projetos que estão participando do Projeto Centelha 02, mas mostra que iniciativas blockchain em Goiás estão sendo desenvolvidas, para desenvolver melhor o estado.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Vista da cidade de Miami

Criptomoeda de Miami será listada em primeira grande corretora

A cidade de Miami está para lançar sua própria criptomoeda, que já recebeu a confirmação de que será listada em uma grande corretora do...

ETF 100% Ethereum estreia hoje na B3

Nesta quarta (04) foi lançado o ETF 100% Ethereum na B3, bolsa brasileira. O fundo foi desenvolvido pela gestora QR Asset Management, a mesma...

Dotz vai permitir que clientes troquem pontos por bitcoin

A Dotz, uma das principais gestoras de pontos de fidelidade do Brasil, com uma grande quantidade clientes, pode ser mais uma forma de aproximar...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias