Fazendeiro é acusado de contaminar comida para bebês e fazer extorsão por bitcoins

Salmonela e outros produtos químicos foram injetados em comidas enlatadas de diferentes marcas, além de que o fazendeiro continuou ameaçando envenenar outros produtos se um pagamento em bitcoin não fosse feito.

Siga no

Um fazendeiro de Lincolnshire, no Reino Unido, foi acusado pela justiça de ter contaminado alimentos para bebês com pedaços de metal antes de extorquir uma rede de supermercados para revelar quais lotes estavam contaminados. De acordo com a acusação, o fazendeiro pediu 200 bitcoins para o supermercado Tesco, avaliados em £ 1,4 milhão (cerca de R$ 8 milhões).

De acordo com informações locais, o fazendeiro Nigel Wright, 45 anos, está sendo acusado de pedir 1,4 milhão em Bitcoins para o supermercado Tesco, alegando que teria contaminado comida para bebês com pedaços de metal durante o processo de produção do alimento.

A ameaça de Nigel era que somente ele sabia quais produtos tinham sido contaminados e apenas revelaria o lote quando recebesse o pagamento. Curiosamente, caso a blockchain fosse empregada na cadeia de suprimento da Tesco, esse tipo de ameaça não poderia acontecer.

Ilustração de Nigel durante o primeiro dia de julgamento.

Nigel está atualmente sendo julgado no Reino Unido e no primeiro dia de julgamento foi apresentado ao júri cartas ameaçando infectar comida enlatada com salmonela.

Ainda segundo as informações sobre o julgamento, o preço da extorsão aumentou de 100 para 200 Bitcoins.

“A promotoria alega que por um período de dois anos a partir de 2018, o acusado tentou enriquecer através do esquema de extorsão.”

A promotoria também afirma que salmonela e outros químicos foram injetados em comidas enlatadas de diferentes marcas, além de que o fazendeiro continuou ameaçando envenenar outros produtos da Tesco se o pagamento não fosse feito.

De acordo com o julgamento, foram encontrados no notebook de Nigel Wright o rascunho das cartas enviadas ao mercado, além de fotos de latas e potes de papinha com pedaços de metal.

Apesar das acusações, o fazendeiro nega que tenha realizado qualquer tipo de extorsão e que tenha contaminado a comida de qualquer maneira.

O fazendeiro falou que apenas faz parte de um grupo de fazendeiros descontentes com os pagamentos da Tesco para o setor. O grupo se identifica como “Guy Brush and the Dairy Pirates.”

Um dos primeiros produtos contaminados encontrados foi em dezembro de 2019, quando duas mães encontraram pedaços de metal em potes de papinha enquanto alimentavam seus filhos.

Após as ameaças e os primeiros potes contaminados serem encontrados, Nigel foi rastreado e preso em sua fazenda. Wright afirma que possuía as fotos e rascunhos porque um grupo de viajantes obrigou ele a guardar esses arquivos.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Ethereum queima 1 bilhão de dólares após atualização

A ativação do EIP-1559 ocorreu há 41 dias e hoje o total de ethers queimados chegou a marca de 1 bilhão de dólares, cerca...

Apple proíbe carteiras de NFTs

Ao tentar lançar a sua carteira para dispositivos iOS, a equipe da Gnosis Safe foi impedida de enviar o seu aplicativo para a App...
Palco com destaque a cadeiras e Bitcoin ao fundo Elon

Revista Time coloca Elon Musk, criador do Ethereum e Luiza Trajano em lista de...

A Time Magazine liberou nesta quarta-feira (15) a lista das "100 Pessoas mais Influentes de 2021", dando destaque a Elon Musk e Vitalik Buterin,...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias