Fundador da Dell diz que blockchain é subestimada e que não sabe sobre bitcoin

A Dell não é a única que está apostando em soluções de blockchain, outras grande companhias como a IBM, a Amazon e a Microsoft também estão criando produtos, como a IBM Blockchain, AWS Blockchain e Azure, respectivamente.

Michael Dell, fundador da empresa de hardware que carrega o seu sobrenome, respondeu uma pergunta sobre Bitcoin em entrevista ao The New York Times, no qual promovia o seu novo livro que conta a história da Dell.

Hoje a Dell é a 28º maior empresa dos EUA e embora o seu foco seja hardware, uma de suas subsidiárias, a VMware, criou um protocolo de blockchain voltado à empresas, a VMware Blockchain, no final do ano passado.

Hoje várias gigantes da indústria tecnológica estão trabalhando em soluções de blockchain, acreditando que esta é a melhor forma para baratear custos ao mesmo tempo em que entrega um melhor produto.

Bitcoin?

Ao ser questionado sobre Bitcoin, o bilionário mostrou-se interessado na tecnologia blockchain ao dizer que poucas pessoas estão dando devida importância a uma tecnologia tão promissora.

Já em relação ao Bitcoin, Michael Dell parece não ter opinião formada sobre a maior criptomoeda do mercado. Esta foi a resposta do fundador da Dell ao responder a simples pergunta “Bitcoin?”

“Eu acho que a blockchain é provavelmente subestimada. Bitcoin, vou passar essa. Eu realmente não sei.”

A pergunta acontece em um momento que grandes instituições estão voltando os seus olhos para o Bitcoin como reserva de valor conforme ele se mostra mais interessante que o ouro em alguns aspectos como segurança e facilidade de custódia, oferta máxima de moedas e também por sua performance de rendimento.

Briga de gigantes no setor de blockchain

A Dell não é a única que está apostando em soluções de blockchain, outras grande companhias como a IBM, a Amazon e a Microsoft também estão criando produtos, como a IBM Blockchain, AWS Blockchain e Azure, respectivamente.

Todavia estas blockchains não são tão iguais as tradicionais, como do Bitcoin e do Ethereum, e funcionam mais como um DLT (Tecnologia de Registro Distribuído) devido a algumas de suas características, como a necessidade de permissão para usar o protocolo.

O foco destas blockchains, ou DLTs, é amplo conforme é utilizado por diversos setores como cadeias de suprimento, mercado financeiro e outros. Ao acelerar, baratear e permitir uma maior transparência em seus serviços, muitas empresas estão começando a utilizar esta tecnologia que explodiu graças ao Bitcoin.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias