Fundador da DGG critica Dogecoin: “Não vale bilhões”

Homem é conhecido por ser fundador de mais de 180 empresas ligadas ao mercado de criptomoedas.

Siga no
Cachorro da raça Shiba Inu triste, símbolo da Dogecoin
Cachorro da raça Shiba Inu triste

Barry Silbert, fundador e CEO da Digital Currency Group (DCG), pai de mais de 180 empresas ligadas às criptomoedas, inclusive Coindesk, Grayscale e GenesisTrading, é um crítico da Dogecoin.

Em alta nos últimos meses, a DOGE acabou levando Barry a acompanhar o movimento do mercado, buscando oportunidades para vender Dogecoin quando julgasse o momento.

Uma dessas operações foi após a apresentação de Elon Musk em um programa, com o preço da moeda desvalorizando muito em corretoras, com Silbert ganhando dinheiro com isso.

“OK $DOGE peeps, foi divertido. Bem-vindo ao crypto! Mas chegou a hora de você converter seu DOGE em Bitcoin.”

Barry disse na última sexta-feira (28) que não aguentava mais ver a queda do Bitcoin. Questionado por um seguidor se ele acreditava ver um fim para as quedas do mercado, o empresário disse que sim, pois os atuais detentores de Dogecoin deverão vender suas moedas antes que o lucro acabe, voltando ao Bitcoin eventualmente.

Dessa forma, o crítico da Dogecoin atacou o valor de mercado da moeda, no qual ele não concorda com a marca de US$ 37 bilhões (US$ 40 nesta segunda-feira).

Fundador da Dogecoin tentou convencer crítico a mudar discurso

Ao ver o ataque de Barry Silbert pelo Twitter, o cofundador da Dogecoin, Billy Markus, tentou acalmar o empresário, Segundo Billy, quanto mais Barry atacar a Dogecoin, menos provável as pessoas trocarão a moeda meme pelo Bitcoin.

“Barry, lembre-se, quanto mais você odeia o DOGE, menos provável que esses compradores comprem Bitcoin. Você não convence as pessoas menosprezando-as. É muito pouco convincente. Não sei por que as pessoas do Bitcoin estão tão decididas a dar um tiro no próprio pé.”

O fundador do DCG ainda fez um “mea culpa”, dizendo que falar sobre um ativo supervalorizado não é similar a atacar a Dogecoin. Além disso, ele declarou que sua opinião pública sobre a Dogecoin pode estar equivocada, mas ele se preocupou com as pessoas perdendo dinheiro com a moeda.

“Estou realmente animado para ver o que a Doge pode se tornar com o tempo. Certamente não está indo embora e tem uma das comunidades mais apaixonadas. Mas não vale $ 37 bilhões. Desculpe”, finalizou Barry em sua resposta ao criador da Dogecoin.

Para Barry, o Bitcoin é a única moeda digital com valor e casos de uso, algo que a Dogecoin ainda caminha para conquistar.

De qualquer forma, independente da briga pelo Twitter, o mês de maio fecha mal para o preço da Dogecoin, que após um imenso burburinho, perde 6.6% de valor no mercado em relação ao DólarDesde que alcançou sua máxima no mercado, de US$ 0,73 por DOGE no dia 8 de maio, a desvalorização já foi de 56,8%.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Robert Kiyosaki Imagem: Instagram

“Compre Bitcoin e Ethereum antes do maior crash da história”, alerta autor de “Pai...

Robert Kiyosaki, o autor do livro de finanças pessoais "Pai rico, Pai Pobre", insiste que as pessoas se protejam da maior crise do mundo,...
Elon Musk alerta sobre criptomoedas. Imagem: TMZ

Elon Musk pede agilidade para que Dogecoin faça melhorias

Após passar um tempo afastado das criptomoedas, esta semana Elon Musk voltou a se mostrar mais ativo no Twitter. Após a AMC divulgar estar...
Itajaí Moeda digital de recompensa

Itajaí vai dar moeda digital para quem contribuir com meio ambiente

O município de Itajaí, no estado de Santa Catarina, vai dar uma moeda digital para a população que contribuir com o meio ambiente. A novidade...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias