Glossário do Governo Federal busca definir o que é Blockchain e DLT

Siga no
Deputados formam comissão especial em Brasília sobre criptomoedas

Um conjunto de verbetes com definições sobre termos envolvendo tecnologia e segurança da informação, este é o Glossário de Segurança da Informação publicado no Diário Oficial da União, pelo Gabinete de Segurança Institucional.

O documento traz definições sobre Modelo de Consenso, “ componente primário de sistemas distribuídos de blockchain e, definitivamente, um dos mais importantes para a sua funcionalidade. É a base sobre a qual os usuários podem interagir uns com os outros de maneira trustless. A maioria dos sistemas blockchain públicos utiliza o Consenso de Nakamoto, no qual os nós processadores, por convenção, tratam a mais longa história de blocos como a história oficial (ou certificada)”

E também verbetes como blockchain, DLT, proof-of-work, Proof-of-stake, trustless, Malware, Cavalo de Tróia, entre outros.

Para a publicação do Governo Federal, por exemplo, DLT é:

“banco de dados distribuído por vários nós ou dispositivos de computação. Cada nó replica e salva uma cópia idêntica do livro-razão. Cada nó participante da rede atualiza-se de forma independente. O recurso inovador da tecnologia de contabilidade distribuída é que a planilha não é mantida por nenhuma autoridade central. Atualizações para o livro-razão são independentemente construídas e registradas por cada nó. Os nós então votam nessas atualizações para garantir que a maioria concorde com a conclusão alcançada. Um sistema blockchain é uma forma de tecnologia de contabilidade distribuída. No entanto, a estrutura do sistema blockchain é distinta de outros tipos de livro-razão distribuídos, pois os dados em um sistema blockchain são agrupados e organizados em blocos que são então ligados entre si e protegidos usando criptografia”

Blockchain é ‘apenas’ uma “base de dados que mantem um conjunto de registro que cresce continuamente – novos registros são apenas adicionados à cadeia existente e nenhum registro é apagado”.

O Glossário do Governo Federal também traz termos como Ataque Sybil, “estratégia baseada na saturação de uma rede blockchain com diversos clones (Sybils) dando apoio a uma determinada decisão de forma a reverter o consenso obtido anteriormente utilizando mecanismos PoW ou PoS. Ataques Sybil são uma extensão do conceito de gastos-duplos”

A publicação pode servir para orientar prefeituras e organizações públicas na publicação de termos de contratação.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:

Todo mundo está comprando Bitcoin; Padrão parecido não é visto há 10 anos, diz...

O famoso analista de criptomoedas Willy Woo publicou um post interessante no Twitter revelando que nos último 8 dias todos os tipos de detentores...
Imagem: Crosstower

O que é Staking em criptomoedas?

Obter renda passiva é um dos objetivos de muitos investidores com foco no longo prazo, o que agora também se tornou possível no mercado...

Ex-presidente do banco central da China faz alerta sobre DeFi

O ex-presidente do banco central da China fez um alerta sobre as finanças descentralizadas (DeFi) e sobre as criptomoedas. De acordo com o site...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias