Empresa acusada de sumir com dinheiro de clientes usou altar da Igreja Universal para promover suposto golpe com bitcoin

A Igreja Universal se defende das acusações alegando que não possui envolvimento com a AirBitClub.

Siga no

Através de cultos igrejas pregam sobre histórias de vida e de evangelhos. Entre uma pregação e outra, um negócio apontado como pirâmide financeira chegou até o altar da igreja Universal. De acordo com denúncia publicada pelo Intercept Brasil, um líder religioso está por trás de um suposto esquema que pode ter enganado milhares de pessoas, a AirBit Club.

AirBitClub é voltado para investimentos relacionados as criptomoedas. A empresa busca difundir a utilização de criptomoedas no Brasil, oferecendo lucros relacionados a compra e venda de ativos digitais. Com lucro fixo sendo oferecido pela empresa e comissões por indicação, tudo indica que a AirBitClub seja enquadrada pelas autoridadades como um esquema de pirâmide financeira.

AirBitClub foi fundada por Gabriel Fonseca Reis

Gabriel Fonseca Reis é o nome por trás da AirBitClub, segundo várias denúncias que já foram realizadas contra a empresa no Reclame Aqui. O negócio era conduzido pelo jovem, que também participava de cultos envolvendo a igreja Universal do Reino de Deus. Gabriel ficou popularmente conhecido como “Garoto Bitcoin”. O jovem contou sobre sua história de “superação” envolvendo a criptomoeda e comoveu milhares de fiéis durante culto que aconteceu em 2015.

O culto do “Garoto Bitcoin” aconteceu antes de Gabriel se encontrar com Pablo Renato Rodriguez e Guttemberg dos Santos. Um ano mais tarde, Rodrigues e Santos supostamente apresentavam a AirBitClub ao jovem, em um encontro entre os três empresários no Panamá.

Além desse culto, a AirBitClub chegou a patrocinar um time de futebol voltado a Igreja Universal. O “Garoto Bitcoin” também fez visitas em filiais da igreja em Portugal e na Rússia.

A AirBitClub ficou conhecida como um possível negócio de pirâmide financeira. Ao oferecer vantagens para indicações de membros, o negócio passou a apresentar características de algo fraudulento, o que começou a levantar maiores suspeitas dos investidores.

Empresa patrocinou equipe de carros da Nascar

O esquema chegou a patrocinar uma equipe de carros durante a corrida Nascar. Várias imagens mostram Gabriel e outros envolvidos com o uniforme com a logotipo da empresa AirBitClub, que patrocinava a equipe Telmex. Atualmente a empresa que será investigada ainda mantém o patrocínio para a equipe de corrida da Nascar.

Várias denúncias no Reclame Aqui sugerem que investidores encontram dificuldades para sacarem seus fundos na empresa.

A AirBitClub não se pronunciou em relação as queixas apresentadas por investidores da plataforma.

A Igreja Universal se defende das acusações alegando que não possui envolvimento com a AirBitClub. A organização religiosa declarou que Gabriel Fonseca é apenas um religioso entre os sete milhões de fiéis que a igreja possui espalhados por todo o mundo.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".

Dono da maior corretora de criptomoedas da Rússia é preso

Dmitry Vasiliev, ex-CEO e fundador da exchange de criptomoedas da Rússia, Wex, foi preso no começo de agosto pela Interpol e levado para um...
Bitcoin regulação. Imagem: ShutterStock

Mais de 60 corretoras de bitcoin deixarão de funcionar na Coreia do Sul

A Comissão de Serviços Financeiros (FSC) da Coreia do Sul, como muitas outras jurisdições, está aumentando o cerco regulatório em relação as corretoras do...
Gráfico de preço da Cardano em alta

99% dos contratos inteligentes da Cardano continuam inativos

A atualização da rede Cardano para que ela passasse a ter contratos inteligentes foi um dos momentos mais aguardados pelos investidores da moeda digital....

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias