Hacker que levou R$ 400 milhões do Banco do Brasil foi preso

Homem foi pego ao tentar transferir R$ 30 milhões em agência bancária.

Siga no
Prédio do Banco do Brasil (BB)
Prédio do Banco do Brasil (BB) - Reprodução/Flickr

Na última segunda (1) o Banco do Brasil teria notado que R$ 400 milhões teriam sido levados por um ataque hacker. O alto valor foi subtraído das contas bancárias com uso de senhas de funcionários do banco.

Os crimes teriam sido cometidos, de fato, em várias agências bancárias do Banco do Brasil pelo país. O banco ao detectar o erro passou a monitorar o caso e informar para as autoridades o que estaria acontecendo.

Em nota, a Polícia Civil do Mato Grosso afirma que fez a prisão em flagrante do suspeito. O homem estava dentro de uma agência bancária tentando transferir uma vultuosa quantia para outra conta no momento da prisão.

Hacker que levou R$ 400 milhões do Banco do Brasil no início da semana já foi preso pela polícia

Uma situação de fraude financeira movimentou as autoridades no Brasil no decorrer dessa semana. Isso porque, segundo investigações da PJC-MT o valor de R$ 400 milhões, superior ao pago na última Mega da Virada em 2019 (de R$ 309 mi), teria sido movimentado do Banco do Brasil por um hacker.

De acordo com a Polícia Judiciária Civil do Estado do Mato Grosso, um suspeito de 31 anos teria sido localizado na última terça (2), suspeito de ter aplicado um golpe na segunda. O golpe que seria no valor de R$ 400 milhões teria sido aplicado utilizando identificações de funcionários do Banco do Brasil.

Contudo, ao chegar em uma agência do Banco Santander no município de Lucas do Rio Verde, o suposto hacker teria sido identificado. No momento da identificação, o homem estaria acompanhado de mais três pessoas e tentava transferir o valor do Banco do Brasil para uma conta jurídica do Santander.

Os funcionários do banco desconfiaram e chamaram o gerente da agência no local, que logo chamou a Polícia Judiciária Civil. Com a chegada de surpresa da polícia na agência bancária no centro de Lucas do Rio Verde, os suspeitos foram autuados em flagrante por crimes de receptação.

“Segundo as informações, a quantia era produto de furto, ocorridos de agências do Banco do Brasil. Com base no apurado, os policiais civis foram até a agência bancária onde o gerente disse que foi alertado por funcionários do Banco do Brasil sobre os fatos”, informou em nota a Polícia Civil

Versões controversas foram dadas sobre origem do dinheiro

A Polícia Civil afirmou ainda que os suspeitos não souberam informar a origem do dinheiro milionário sendo transferido. Em um primeiro momento, informaram que era um dinheiro que teria sido recebido por pessoas de São Paulo, que pediram para não serem identificadas.

Contudo, após conversa com os policiais, os suspeitos afirmaram que o dinheiro era uma comissão recebida em uma eventual venda de fazenda. Quando questionados quem eram as partes de compra e venda no contrato da fazenda, não souberam mais responder aos questionamentos.

A quantia, segundo a polícia civil de R$ 400 milhões, teria sido fruto de ataques cibernéticos à agências do Banco do Brasil, promovidas por um hacker. O crime teria ocorrido na última segunda.

Do montante, de início, R$ 30 milhões estavam sendo fraudulentamente transferidos do Banco do Brasil para a conta da pessoa jurídica que estava em nome de um dos conduzidos.

O suspeito acabou informando que todo o esquema da receptação foi armado por ele e os outros nada tinham a ver com os fatos. De acordo com as informações levantadas, o montante que os envolvidos tentavam receber era bem superior ao inicial.

Diante das evidências o suspeito foi autuado em flagrante por receptação

Banco do Brasil negou ataque hacker em suas instalações e prejuízos para clientes

A reportagem procurou o Banco do Brasil para entender melhor sobre o suposto ataque hacker multimilionário que teria atingido a empresa. Entretanto, em nota enviada exclusivamente ao Livecoins, foi informado que o caso não é de um ataque hacker.

“O Banco do Brasil informa que foi alvo de tentativa de fraude na última segunda-feira (1°). A ação criminosa foi prontamente detectada e contida pelas equipes de monitoramento de segurança do Banco, que atua com processos sistematizados e times especializados para identificação de indícios de fraude, com base nas mais modernas práticas da indústria bancária.

O BB acionou imediatamente os órgãos de segurança pública para as providências cabíveis e colabora com o processo de investigação no âmbito da sua atuação.

Adicionalmente, o Banco do Brasil esclarece que a ação não envolveu invasão aos seus sistemas e não causou quaisquer prejuízos aos clientes. A perda apurada para a instituição foi de aproximadamente R$ 130 mil e não de R$ 400 milhões como divulgado [pela Polícia judiciária civil]”.

Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Preço gráfico do Bitcoin em queda

Preço do Bitcoin em forte queda, queda de 22% desde recorde histórico

O preço do Bitcoin continua em forte movimento de queda nas corretoras pelo mundo. Com a nova tropeçada, o preço já teria registrado uma...
Criptomoeda Ethereum

CME é bom pro Ethereum? Preço vai cair em fevereiro?

18 de dezembro de 2017, lançamento do contrato futuro de Bitcoin na bolsa de Chicago, a CME. Nas palavras do estrategista global do banco...

Ethereum pode repetir trajetória do Bitcoin e atingir US $ 20 mil, de acordo...

Analistas têm estudado a correlação do preço do Bitcoin e do Ethereum e sugerem que se a Lei de Metcalfe for seguida, há uma...

Cotações do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

CME é bom pro Ethereum? Preço vai cair em fevereiro?

18 de dezembro de 2017, lançamento do contrato futuro de Bitcoin na bolsa de Chicago, a CME. Nas palavras do estrategista global do banco...

Ethereum pode repetir trajetória do Bitcoin e atingir US $ 20 mil, de acordo com a Lei de Metcalfe

Analistas têm estudado a correlação do preço do Bitcoin e do Ethereum e sugerem que se a Lei de Metcalfe for seguida, há uma...

Após afirmar que “clientes não têm interesse em Bitcoin”, BlackRock pode comprar Bitcoin

A BlackRock, gigante da indústria financeira e gestora de fundos com valor de mercado na casa dos trilhões, registrou alguns pedidos na SEC (Comissão...

Bitcoin e criptomoedas não são tão usados por criminosos como dizem os políticos

Em uma audiência para o Comitê de Finanças do Senado, Janet Yellen, a indicada do presidente eleito Joe Biden para assumir a secretaria do...

Bitcoin volta a cair e fica abaixo de US$ 35 mil

Depois de atingir o seu novo valor histórico, acima dos US$ 40 mil, o Bitcoin voltou a enfrentar uma que, o que assustou alguns,...