Halving alavancou volume de negociações de Bitcoin no Brasil, diz Mercado Bitcoin

No período entre abril e maio, essa alta foi de 7,86%. No entanto, mesmo com essa alta na valorização, ele foi o ativo favorito entre os 1,9 milhão de clientes do Mercado Bitcoin.

-

Siga no
Corretora Brasileira Mercado Bitcoin
Corretora Brasileira Mercado Bitcoin - Imagem: Reprodução/Facebook
Anúncio

O halving do Bitcoin foi, possivelmente, o mais importante momento para o mercado esse ano. A ideia de muitos era que o halving iria valorizar a moeda e isso acabou sendo refletido na compra e venda de Bitcoin no Brasil, com o Mercado Bitcoin batendo recordes de negociação neste ano.

Em um comunicado enviado por e-mail, a corretora mais conhecida do Brasil afirmou que em maio de 2020 foram realizadas 1.039.028 negociações de compra e venda da criptomoeda. A exchange teve um aumento de 24% em seu volume em relação a abril.

Em questão de transações, foi um acrescimento de mais de 34% em relação ao mesmo período.

Anúncio

Vale lembrar que o Mercado Bitcoin é uma das maiores corretoras do Brasil e que, segundo o próprio comunicado, representa cerca de 31% do volume de Bitcoins negociados no Brasil.

“O Halving foi um acontecimento único e que vinha gerando grande expectativa no mercado desde o final de 2019.

Além disso, ocorreu em 11 de maio, em meio a uma pandemia, outro acontecimento histórico que afetou a economia mundial. A soma dos fatores teve grade influência nas negociações”, disse Fabrício Tota, diretor do Mercado Bitcoin.

Entre todas as criptomoedas da plataforma (BTC, BCH, XRP, LTC e ETH) o Bitcoin dominou o mercado, com cerca de 59,17% do volume total da corretora. Em segundo lugar ficou o Bitcoin Cash (BCH) com cerca de 14%.

Volatilidade do Bitcoin não desanimou compradores

Como uma montanha-russa, o preço do Bitcoin costuma ver várias curvas e surpresas.

O comunicado aponta também que maio e abril foram meses que viram bastante volatilidade no mercado da criptomoeda. Com a expectativa do halving, o preço da moeda chegou a alcançar R$51.020, um aumento de 48.34% se comparado com o mesmo período em 2019.

No período entre abril e maio, essa alta foi de 7,86%. No entanto, mesmo com essa alta na valorização, ele foi o ativo favorito entre os 1,9 milhão de clientes do Mercado Bitcoin.

Mostrando que a maioria das pessoas estava animada com a possibilidade de novas altas ou estava se preparando para quando o bull run do halving começar. O que alguns analistas ainda acreditam que vai acontecer.

Curiosamente, o Ethereum foi a moeda que mais valorizou nesse período, com um aumento de 12% entre abril e maio, no entanto, foi a que menos foi negociada, representando apenas 7% do volume da corretora.

Para aqueles que compraram a criptomoeda mas se decepcionaram com o resultado pós-halving, ainda há esperanças de novas altas.

Se olharmos a movimentação história do Bitcoin em relação ao Halving é possível ver que a verdadeira alta começa meses após o evento.

Alta do Bitcoin após halving em anos anteriores

Sem contar que, de acordo com outros especialistas, estamos apenas entrando em um período positivo agora.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Avatar
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Leia mais

Verificador de saldo de endereços bitcoin

Verifique o Saldo de Endereços Bitcoin

O Verificador de Saldo de Endereços Bitcoin já está disponível. Desenvolvido no Brasil, o aplicativo permite verificar facilmente o saldo de diversos endereços bitcoin...
ONU (Nações Unidas, Blockchain e Bitcoin)

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...
Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Últimas notícias

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...