Homem é condenado a 11 anos de prisão por lavagem de dinheiro com Bitcoin

Dinheiro convertido em Bitcoin e enviado para outros países

Siga no

Um romeno de 36 anos foi preso após ser acusado de lavagem de dinheiro com o uso de bitcoins. Adrian Mitan foi condenado a 11 anos de prisão após se declarar culpado da acusação de ter participado ativamente em três esquemas separados de lavagem de dinheiro.

De acordo com as informações da justiça da Romênia, Mitan foi acusado de conspiração para lavagem de dinheiro través de esquema fraudulento de leilões online (chamada de Fraude do eBay), por esquemas de phishing com cartões de crédito e ataques de força-bruta e por golpes de vishing, que são golpes realizados por telefone para tentar roubar dados importantes e pessoais de suas vítimas.

Segundo a sua própria confissão, Mitan trabalhou em conjunto com outras pessoas para realizar diferentes anúncios de produtos e serviços em sites de venda como o Craigslist. Quando os golpistas conseguiam convencer as vítimas a pagarem pelo item, eles então lavavam o dinheiro através de um “sistema operacional sofisticado”.

Além dos golpes em sites de leilão e de vendas, Mitan também confessou ser participante em um esquema de fraude com cartões de crédito que envolviam ataques de phishing parar roubar informações das vítimas e depois realizar ataques de força bruta nas contas bancárias e em sistemas de venda para conseguir clonar cartões de crédito.

Os cartões eram usados pelos criminosos para sacar grandes quantidades de dinheiro de caixas eletrônicos.

Além disso, ele também afirmou que participou de um esquema de vishing, onde usava ligações telefônicas para conseguir números e senhas do cartão de crédito. Os ataques eram realizados ao conseguir invadir e hackear sistemas de VoiP de empresas pequenas e então lançar um script para contatar instituições financeiras para roubar as informações pessoais e de cartões de débito e crédito.

Mitan disse que ele e seus parceiros de crime conseguiram os códigos de cerca de 2.130 dispositivos e atacaram mais de 10 instituições financeiras. 

Dinheiro convertido em Bitcoin e enviado para outros países

Por fim Mitan também cometeu o crime de lavagem de dinheiro, admitindo em sua confissão ele tinha uma rede de conspiradores que convertiam o dinheiro em bitcoin e enviava o valor dos EUA para a Romênia. De acordo com ele, mais de 16 mil cartões foram clonados ou tiveram seus dados roubados pela quadrilha.

Na notícia não foi informado qual a quantidade de bitcoins ele possui ou se essas moedas estão sendo rastreadas ou foram apreendidas. Com isso, Mitan agora enfrentará 11 anos de prisão, condenado pelas três acusações.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
LNBTC

Usuário avisa empresas sobre falha em serviços de custódia da Lightning Network

Reckless Satoshi, um usuário do Reddit, fez uma postagem relatando que serviços de custódia que trabalham com a Lightning Network tinha um ponto de...
Ethereum. (Imagem: Adobe Stock)

Pânico? R$6,6 bilhões em Ethereum saíram das exchanges na semana passada, R$4,2 bi voltaram...

Na quarta-feira passada, dia 15 de setembro, cerca de 363.240 ETH foram sacados de exchanges centralizadas, ontem, no entanto, 258.050 ether voltaram para endereços...
Mulher em pânico vendo gráfico do Bitcoin em queda medo China SP500

Risco de calote na China leva índice do bitcoin de volta ao medo

Alguns índices que medem do desempenho dos mercados acabaram mostrando uma realidade interessante. Dois que podem ser destacados são o Índice de Medo e...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias