Bitcoin Morreu

Ao longo das últimas semanas o interesse do mundo todo em relação ao Bitcoin teve um aumento significativo. Pra ser bem especifico, o interesse no “preço do Bitcoin”, e se “o Bitcoin morreu”.

Informações do Google Trends revelam que não é muito comum buscas por informações sobre a adoção do Bitcoin ou onde a moeda digital pode ser gasta.

A boa notícia no entanto é que as pessoas estão mais interessadas em comprar do que em vender bitcoin. É claro que aqueles que já possuem a criptomoeda provavelmente sabem como vendê-lo, inclusive o crash recente do mercado mostrou isso.

Agora, vamos dar uma olhada nos gráficos.

Analisando os dados do Google Trends dos últimos três meses, parece que o número de pesquisas pelo termo “bitcoin” mais do que dobrou. Como esperado nestes tempos voláteis, o termo “bitcoin preço” também teve um aumento.

----- Publicidade ------ 
BitcoinTrade
-----
Interesse por Bitcoin. Imagem: Google Trends

A maior parte do interesse acontece nos países africanos, com a Nigéria liderando as buscas, seguida por Gana e África do Sul. Curiosamente, a pequena ilha de Santa Helena também fez parte da lista, com uma porcentagem significativa de consultas sobre bitcoin.

Com a recente queda de preços que o bitcoin sofreu, saindo de US $ 6.400 para US $3.500 em poucas semanas, outro termo interessante está chamando atenção – é o “bitcoin morreu”.

O Canadá, os EUA, a Austrália e a África do Sul, são os mais interessados ​​neste termo.

As razões pelas quais houve o súbito aumento de interesse são nada mais que pura especulação, embora seja seguro supor que ele é impulsionado principalmente pela alta volatilidade e pelas flutuações de preços que vimos nas últimas semanas. Tais eventos chamam a atenção da mídia, e com eles – o público em geral. É improvável que fosse o contrário, com interesse em moedas criptografadas correndo os preços para o chão.

No entanto, como mencionado acima, o interesse em comprar bitcoins ainda é muito maior do que em vender ou gastar. Nos gráficos do Google, pelo menos.

Segurança e Liquidez para operar suas moedas digitais.
Baixe agora nosso aplicativo para iOS e Android
Siga também o nosso Instagram com análises diárias

Mantenha-se atualizado, siga no: Google News, Facebook, Twitter, Feedly, Flipboard, Telegram, Whatsapp, Instagram, ou receba por e-mail.