Investimentos obscuros chamam atenção com queda de bolsas

"Fora do radar", mas podem trazer oportunidades pós-crise!

Siga no
Investimentos obscuros
Investimentos obscuros

Você já investiu em energia nuclear, maconha, Bitcoin ou títulos de dívida chinesa? Se não, saiba que estes investimentos, considerados “obscuros” para investidores tradicionais, tem chamado atenção com a queda das bolsas.

O mês de março tem sido duro para quem se aventura na terra dos juros compostos. Isso porque, com queda na atratividade das bolsas, investidores preferem manter dinheiro em mãos.

Contudo, manter dinheiro em mãos, mesmo em uma época em que parece ser a melhor opção, pode ser ruim. Durante a crise de 2008, o presidente do Banco Central do Brasil, Henrique Meirelles, afirmou que “é na crise que surgem oportunidades“, logo, ficar atento é interessante.

Algumas opções mais “obscuras” podem ser interessantes, com mercados potenciais após o fim da crise de 2020. Neste ponto, o Livecoins analisou o que alguns especialistas estão observando neste momento de indefinições.

Fim do Bear Market é início de Bull Market
Fim do Bear Market é início de Bull Market? – Reprodução

Investimentos obscuros e pouco conhecidos podem trazer oportunidades com a queda das bolsas tradicionais

A palavra investimento, de acordo com definição do dicionário, significa “aplicação de recursos, tempo, esforço, a fim de se obter algo“. Já a palavra crise, significa “período de desordem acompanhado de busca penosa de uma solução“.

Ver duas palavras com significados como esse em uma mesma frase, poderia em um primeiro momento remeter ao pensamento de problema. De fato, obter sucesso com investimentos durante um período de crise não é para qualquer um. Além disso, a crise de 2020 possui um agravante das outras crises: o novo coronavírus, que parou a economia.

Dessa forma, analistas e entusiastas dos investimentos, indecisos pela crise que chegou rápida e evoluiu bastante, não sabem o que recomendar. Muitos tem falado que, neste ponto, o melhor lugar para ficar é com dinheiro, e em mãos.

Não se sabe até onde a crise pode chegar, mas há receios de que bancos quebrem, o que dificultaria o acesso ao dinheiro em conta. Na Venezuela, por exemplo, tal hipótese já é uma realidade.

Quais opções considerar em meio ao caos financeiro?

Nos últimos dias, a quarentena imposta aos norte-americanos levaram há uma mudança no comportamento de consumo das pessoas. Um dos mercados que reagiu positivamente, contudo, foi o da maconha, que manteve seu funcionamento normal.

No país, que possui uma regulamentação favorável em alguns estados, os dispensários, espécie de farmácia que comercializa canábis, foi considerado serviço essencial. Muitas pessoas utilizam a planta de forma medicinal, logo, a medida do governo manteve este setor aquecido.

Tal situação levou os investidores a olhar com carinho para as empresas do mercado de maconha. De acordo com a Investing, as ações listadas em bolsa, de empresas desse mercado, tiveram uma alta em seu valor. A demanda por maconha nos EUA e Canadá foi grande, com pessoas estocando o produto para a quarentena.

Outro mercado fora do radar para muitos é o de investimentos em Urânio, ou seja, energia nuclear. Considerada energia alternativa e limpa, tem sido um mercado que vive uma má fase das empresas do setor.

Sócio da Liberta Investimentos, Fernando Ulrich conversou com um entusiasta do mercado de Urânio nos últimos dias. De acordo com Marcelo Lopez, o mercado é promissor para os próximos anos, apesar do recente passado ruim. Com as ações de empresas em um preço atrativo atualmente, é uma alternativa para investidores dispostos a arriscar por retorno.

Bitcoin não é totalmente fora do radar, mas tem sido negligenciado

As criptomoedas, especialmente o Bitcoin, são consideradas por alguns investimentos. Apesar desse não ser o propósito da moeda, com a alta valorização dos últimos anos, mostrou uma nova classe de investimentos ao mundo, principalmente, digital.

Com o mês de março mostrando uma queda brusca nos preços do Bitcoin, alguns analistas acreditam que a moeda poderá ter uma grande alta em breve. Para o CEO da Galaxy Digital, Michael Novogratz, por exemplo, o Bitcoin deverá ter um bom ano em 2020 com a crise financeira.

Uma classe de investimentos ainda mais polêmica que tudo que vimos até aqui, ficou para a nossa última posição. Isso porque, de acordo com a Forbes, em meio às turbulências de mercado, a China tem sido considerada um “porto seguro”.

Para Steven Ehrlich, os títulos do Tesouro chinês estão oferecendo boas recompensas aos investidores. A crise atual, de acordo com um analista de renda fixa da Ásia, ouvido pela Forbes, apresenta o maior desafio na vida dos investidores de mercado de capitais.

Investidores têm preferido guardar dinheiro do que investir
Investidores têm preferido guardar dinheiro do que investir

Por fim, Steven destacou que todos os estímulos de bancos centrais, feitos recentemente, farão do Bitcoin um porto seguro em 2020. Com isso, assim como a atratividade por títulos da China, o Bitcoin poderá apresentar a verdadeira mudança do mercado de capitais.

Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Governo da Ucrânia ensina bitcoin para população

O Ministério da Transformação Digital da Ucrânia criou uma campanha para ensinar  bitcoin, blockchain e criptomoedas para a população. Os vídeos foram desenvolvidos em...

Impressora de dinheiro ligada: BC aumentou em quase 50% base monetária em 12 meses

O Banco Central do Brasil imprimiu muito dinheiro nos últimos doze meses, inflando a base monetária do país. De acordo com o BC houve...
BCHA-51-attack

Grupo anônimo de baleias lança ataque 51% contra fork do Bitcoin Cash

A rede da criptomoeda Bitcoin Cash ABC (BCHA), que surgiu no meio do mês como resultado de um hard fork do Bitcoin Cash, está...

Últimas notícias

Impressora de dinheiro ligada: BC aumentou em quase 50% base monetária em 12 meses

O Banco Central do Brasil imprimiu muito dinheiro nos últimos doze meses, inflando a base monetária do país. De acordo com o BC houve...

Grupo anônimo de baleias lança ataque 51% contra fork do Bitcoin Cash

A rede da criptomoeda Bitcoin Cash ABC (BCHA), que surgiu no meio do mês como resultado de um hard fork do Bitcoin Cash, está...

30 bilionários possuem bitcoin, mas não falam sobre isso, revela milionário do Twitter

O multimilionário filantrópico Bill Pulte, apelidado de "Bitcoin Bill" após sua entrada no mercado de bitcoin em dezembro de 2019, afirmou em uma live...