Irmão de Elon Musk critica compra de Bitcoin feita por Tesla

Ele é criador de um DAO na rede Ethereum.

Irmão de Elon Musk, Kimbal Musk participou de evento da comunidade Ethereum
Irmão de Elon Musk, Kimbal Musk participou de evento da comunidade Ethereum/ ETHDenver

O irmão de Elon Musk, Kimbal Musk, participou de um evento da comunidade Ethereum onde se sentiu a vontade para criticar a compra de Bitcoin feita pela Tesla em 2021.

A Tesla é uma das maiores empresas a ter adquirido o Bitcoin como reserva de valor no último ano, o que gerou uma das maiores altas de preço da moeda digital. Isso porque, montadora de veículos elétricos essa é uma das mais importantes companhias do mundo no setor automobilístico.

Ao comprar Bitcoin, a Tesla deixou claro que esse era um movimento único e novas compras estavam descartadas. A empresa chegou a aceitar essa moeda como meio de pagamento por um curto período, mas depois retrocedeu de sua decisão.

Em justificativa, Elon Musk declarou que o Bitcoin tinha uma mineração que polui o meio ambiente, causando fortes quedas na cotação da moeda. Após isso, a China baniu a mineração de Bitcoin do país e uma pressão por uso de energia renovável chegou ao setor.

Kimbal Musk, irmão de Elon, critica Tesla por comprar Bitcoin: “eram ignorantes com impacto ambiental”

Filantropo e empresário, Kimbal Musk começou em 2021 a captar investimentos para seu projeto chamado Big Green DAO, um token de governança de um projeto ligado a sustentabilidade iniciado em 2011, mas que se tornou descentralizado nos últimos meses.

Por conta dessa criação, ele participou na última semana do evento ETHDenver, onde explicou melhor os detalhes de sua criação que pretende revolucionar a filantropia de forma descentralizada. Ele disse também não precisar encostar em criptomoedas atualmente e nem especula neste setor, visto que não precisa disso.

Se apresentando como um construtor, ele disse que se esforça para dar dinheiro para diminuir desigualdades e com a WEB3 ele espera que isso fique melhor. Após sua explicação inicial, ele deixou claro que não concorda com o impacto das criptomoedas no meio ambiente, razão pela qual colocou alguns Ethers em stake para o ETH 2.0.

Assim, Kimbal que é um conselheiro da Tesla foi questionado sobre a compra de Bitcoin feita pela empresa de Elon Musk, visto que o BTC pode ter mais impactos no meio ambiente que o Ethereum, que pode ter mais empresas investidas no futuro.

“Quando investimos no Bitcoin éramos muito ignorantes, não tínhamos ideia do impacto ambiental, literalmente não sabíamos. Pensávamos que seria uma boa reserva de valor, boa maneira de diversificar os ativos e é claro que não demorou muito para recebermos 1 milhão, não estou brincando provavelmente um milhão de mensagens nos dizendo o que estávamos a fazer ao ambiente. E nossa empresa trata-se de criar um futuro de energia alternativa, por isso nós não fomos realmente informados o suficiente quando tomamos a decisão, não necessariamente nos arrependemos, mas estamos felizes que as coisas estão caminhando para uma direção mais sustentável agora”.

“Inspirado por Vitalik”

Após sua participação no evento e critica ao Bitcoin, Kimbal publicou uma foto ao lado do criador do Ethereum, se dizendo inspirado por ele.

“Noite épica com a comunidade Web3 em ETHDenver e encontro com Vitalik Buterin saí inspirado.”

Apesar de dizer que não é um investidor de criptomoedas e mesmo assim ter Ethers em stake, o irmão de Elon Musk citou que acredita muito na decentralização para mudar o mundo.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias