Juiz expede mandato de prisão para ex-senador por golpe com criptomoeda

Ex-senador prometia lucro de até 225% sob o capital investido criptomoeda

-

Siga no
Homem preso
Homem preso
Anúncio

Acusado de participar e um esquema envolvendo uma criptomoeda chamada Meta Coin 1, um ex-senador de Washington e seu parceiro receberam dois mandatos de prisão preventiva.

Um juiz do Texas acusou Dave Schmidt e Robert Dunlap de fraude envolvendo o ativo digital. A detenção de ambos foi declarada após não comparecerem em uma audiência que foi realizada recentemente para tratar do assunto.

Tudo aconteceu no ano de 2018, quando Robert Dunlap estabeleceu junto com uma mulher chamada Nicole Bowdler o projeto Meta Coin 1. Mais tarde, Dave Schmidt, ex-senador pelo estado de Washington acabou integrando o projeto.

Anúncio

As acusações que pairam sobre eles dizem respeito ao fato de que fizeram inúmeras declarações falsas e enganosas a investidores, tanto potenciais quanto reais. Entre elas a de possibilidade lucro de 225% ao fazer investimentos.

Dave Schmidt à esquerda, promovendo a criptomoeda fraudulenta
Dave Schmidt à esquerda, promovendo a criptomoeda fraudulenta

Ao angariar uma série de clientes, os acusados nunca distribuíram a criptomoeda. De acordo com a denúncia, eles usaram os fundos dos investimentos obtidos para pagar despesas pessoais e canalizar receitas em outras partes. No total, os acusados levantaram cerca de 4,3 milhões de dólares de mais de 150 investidores, tanto nos EUA quanto fora do país. Outra mentira usada por eles era o fato de que a Meta Coin 1 contava com o suporte de uma coleção de arte que valia bilhões de dólares.

A prisão do ex-senador

O juiz Robert Pitman havia realizado no início desta semana uma audiência, exigindo que os três parassem de comercializar e arrecadar dinheiro com o esquema fraudulento.

Entretanto, apenas Nicole Bowdler se fez presente. Por se tratar de um processo via videoconferência devido a pandemia de Coronavírus, o não comparecimento de Schmidt e Dunlap acarretou na decisão de expedir mandatos de prisão a ambos.

Segundo o juiz, se ambos estiverem presos não poderão continuar as operações fraudulentas. Isso significa que não farão o envio de vídeos de marketing, nem enviarão e-mails aos seus supostos clientes.

Para Pitman, multas não seriam uma medida tão eficaz, visto que obtiveram milhões de dólares em receitas e poderão pagar valores altos. A ordem é de que, assim que a dupla for presa, seja entregue sob custódia no distrito oeste do Texas.

Quando a Nicole, o juiz deu uma oportunidade final para cumprir suas ordens, visto que seu papel no esquema era menor.

Ela tem até esta sexta-feira (24) para enviar por escrito uma comprovação de obedecimento ao tribunal.

Além de terem todos os seus fundos congelados, os três réus também uma contabilidade dos fundos de seus investidores. Por fim, o trio deve ainda mostrar o uso destas informações e o local onde se encontram.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Jeferson Scholz
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".
Bitcoin em corretoras de criptomoedas

Trader veterano que viu queda no Brasil gosta do Bitcoin

Com o preço do Bitcoin operando abaixo de U$ 12 mil em setembro, a contrapartida foi o aumento da volatilidade no início do mês....
Itau demissão criptomoedas

Itaú demite por justa causa funcionário que negociava Bitcoin no horário de expediente

O Itaú Unibanco demitiu por justa um analista de sistemas que, de acordo com a empresa, negociava Bitcoin e outras criptomoedas durante o horário...
Bitcoin e gráfico em queda de preços

Bitcoin cai 5% e pode não romper marca de 2017

O Bitcoin se aproxima do fechamento do mês de setembro e cai pelo menos 5% nesta segunda. Com a queda no preço do Bitcoin,...

Últimas notícias

Itaú demite por justa causa funcionário que negociava Bitcoin no horário de expediente

O Itaú Unibanco demitiu por justa um analista de sistemas que, de acordo com a empresa, negociava Bitcoin e outras criptomoedas durante o horário...

Bitcoin cai 5% e pode não romper marca de 2017

O Bitcoin se aproxima do fechamento do mês de setembro e cai pelo menos 5% nesta segunda. Com a queda no preço do Bitcoin,...

Documentos vazados revelam que bancos lavaram R$ 10 trilhões em dinheiro ligado a crimes

Mais de 2.100 documentos secretos da FinCEN, Rede de Combate a Crimes Financeiros dos EUA, foram vazados e os detalhes desses arquivos trazem informações...