Justiça congela mais de R$ 6 milhões de exchange brasileira

Bitcointoyou perdeu liminar na justiça brasileira solicitando desbloqueio de R$ 6,4 milhões. A Empresa afirmou ainda que não pode se responsabilizar pelas atividades de seus clientes

Siga no
Monte de dinheiro - Notas de Real Brasileiro
Monte de dinheiro - Notas de Real Brasileiro

Uma exchange brasileira foi citada em um processo que envolve um esquema de pirâmide financeira, o que rendeu o bloqueio de R$ 6,4 milhões da Bitcointoyou. Após pedir o desbloqueio dos fundos, a exchange foi surpreendida com uma negativa da justiça.

A justiça brasileira determinou que mais de R$ 6,4 milhões continuem congelados da Bitcointoyou. A empresa foi citada no processo que envolve um golpe que pode ter movimentado R$ 200 milhões.

Investigação sobre a D9 Clube de Empreendedores

Em um pedido de desbloqueio de bens, a Bitcointoyou teve seu pedido negado. Segundo publicação do Portal do Bitcoin, a empresa continuará com os seus bens bloqueados. A decisão proferida pelo juiz Rogerio Schietti entende que o dinheiro poderá ser utilizado para pagar possíveis vítimas do golpe envolvendo a D9 Clube.

A D9 Clube de Empreendimentos é um esquema de pirâmide financeira, segundo a investigação do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. Essa investigação concluiu ainda que a D9 possuía contas na Bitcointoyou. Por outro lado, a empresa nega qualquer envolvimento com atividades ilícitas, incluindo esquemas de pirâmide financeira.

A justiça brasileira determinou o bloqueio do dinheiro da Bitcointoyou após uma denúncia. Segundo uma testemunha, a D9 fazia depósitos na conta da exchange. Sendo assim, o depoimento foi utilizado como motivo suficiente para o bloqueio de mais de R$ 6.4464.185,04.

Enquanto isso, a Bitcointoyou declarou dificuldades para honrar seus compromissos com o bloqueio da justiça brasileira. Essa foi uma das justificativas apresentadas pela empresa durante o pedido de recurso para a liberação dos bens congelados.

A Bitcointoyou disse ainda que não pode se responsabilizar pelas atividades de seus clientes, em uma suposta referência a D9 Clube de Empreendimentos. Além disso, a exchange salientou que sua imagem poderia sofrer algum tipo de dano após a exposição e ligação da empresa com um esquema de fraude financeira.

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".
Prédio da PGR representação do Ministério Público Federal do Brasil (MPF MP) Bitcoin Criptomoedas Blockchain

MP levanta questões sobre Bitcoin no Brasil a pedido do Cade

O Ministério Público (MP) levanta questões sobre o caso do Bitcoin contra os bancos no Brasil, a pedido de inquérito aberto pelo Cade. Isso...

Rússia pode reconhecer criptomoedas como propriedade

A Rússia tem uma história bem conturbada com relação as criptomoedas, desde projetos de lei que pretendiam criminalizar os ativos até a proposta de...

Justiça manda bitcoin.org revelar quantos bitcoins brasileiro tem

A justiça do Estado de São Paulo expediu um ofício ao Bitcoin.org, considerado o site oficial do Bitcoin no mundo todo. O caso aconteceu...

Últimas notícias

Rússia pode reconhecer criptomoedas como propriedade

A Rússia tem uma história bem conturbada com relação as criptomoedas, desde projetos de lei que pretendiam criminalizar os ativos até a proposta de...

Justiça manda bitcoin.org revelar quantos bitcoins brasileiro tem

A justiça do Estado de São Paulo expediu um ofício ao Bitcoin.org, considerado o site oficial do Bitcoin no mundo todo. O caso aconteceu...

Bitcoin com 20% de desconto na Black Friday

O bitcoin estará à venda com desconto nesta Black Friday, quando se espera que bilhões sejam gastos em todos os tipos de produtos e...